Semana On

Terça-Feira 02.jun.2020

Ano VIII - Nº 395

Campo Grande

Prefeitura aumenta para 60% lotação no comércio

Objetivo, segundo o executivo municipal, é agilizar atendimento e evitar filas de espera em supermercados

Postado em 13 de Maio de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Desde o último dia 9, os estabelecimentos comerciais varejistas e atacadistas de Campo Grande podem dobrar sua capacidade de atendimento de 30 para 60% da lotação prevista. A mudança se aplica também a bares e restaurantes, que terão de manter o distanciamento de 2 metros entre as cadeiras e de 1,5 metro entre os clientes, conforme os decretos.

As mudanças estão previstas na resolução conjunta 06, assinada pelos secretários municipais de Saúde, José Mauro Pinto de Castro Filho e da Secretaria de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luiz Eduardo Costa, publicada em edição extra desta sexta-feira (8) do Diário Oficial do Município.

Segundo o secretário Luiz Eduardo Costa (Secretaria de Meio Ambiente e Gestão Urbana), esta flexibilização é necessária para garantir maior agilidade no atendimento em locais como supermercadistas e hipermercados, que registram grande fluxo de público, onde a maior restrição a entrada de clientes, vinha provocando filas de espera em frente dos estabelecimentos. Com isto, as pessoas que saiam de casa para fazer compras de produtos alimentícios, acabavam ficando mais tempo fora do domicílio.

Com a nova regra, na avaliação do secretário, os consumidores terão condições de voltar mais rapidamente para casa. Continuam valendo as medidas de biossegurança, como higienização das mãos e dos ambientes, distanciamento mínima nas filas dos caixas, uso obrigatório de máscaras para os funcionários, além da recomendação de utilização do acessório a todos que saírem às ruas. O comércio varejista funciona das 9h às 19h.

Restaurantes

O presidente da Abrasel/MS (Associação dos Bares e Restaurantes), Juliano Wertheimer, comemorou a ampliação da capacidade de lotação. “Nosso setor é um dos que mais foi afetado com esta pandemia e o prefeito teve sensibilidade ao flexibilizar algumas normas”.


Voltar


Comente sobre essa publicação...