Semana On

Terça-Feira 22.set.2020

Ano IX - Nº 411

Mato Grosso do Sul

Baixo isolamento pode levar Governo a adotar medidas mais duras para conter a pandemia

Mato Grosso do Sul registra 255 casos confirmados de coronavírus e monitora 39 suspeitos

Postado em 01 de Maio de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Medidas mais duras poderão ser adotadas em Mato Grosso do Sul, caso as estatísticas do novo coronavírus continuem na contramão do isolamento social, que há dias vem repetindo índices abaixo dos 40% em grande parte dos municípios do interior do Estado.

“Ainda não houve a necessidade de fazer um lokdown ou uma intervenção direta. Isso só vai acontecer se a pandemia evoluir requisitando essas medidas por parte do Governo do Estado no local, município ou na região adequada”, afirma o secretário de governo e gestão estratégica, Eduardo Riedel.

Desde o mês de janeiro, o Governo do Estado tem adotado medidas para estruturar, monitorar e acompanhar a evolução da pandemia no Estado. Porém, o quesito distanciamento social que pode enfraquecer o vírus, depende do comportamento da população para atingir resultados satisfatórios.

A nível nacional, o relaxamento das medidas de distanciamento pode cobrar um alto “preço” dentro de poucos dias. Estudo da Imperial College de Londres, um dos grupos científicos mais reconhecidos na análise da pandemia, aponta que o Brasil tem atualmente a pior situação do mundo e que o número de mortos que atualmente está em 5,5 mil, pode dobrar até domingo.

Isolamento em MS

Menos da metade dos sul-mato-grossenses tem aderido ao isolamento social. A taxa média registrada no último dia 29 para o Estado foi de 47,3%. Na lista das unidades da federação para o dia, Mato Grosso do Sul foi o lugar onde houve maior movimentação de pessoas em todo País.

A Capital registrou o melhor resultado da semana com 44,5% de isolamento social. Porém, o índice continua abaixo do recomendado pelas autoridades de saúde que recomendam distanciamento de 70% como ideal e efetivo. A região de Campo Grande com menor adesão foi o Rita Vieira com 20% e a melhor na Vila Nasser com 60%.

Dos municípios do interior do Estado, sete atingiram o índice ideal de isolamento. São eles: Jateí (80,4%), Ladário (77,9%), Coronel Sapucaia (75,5%), Vicentina (74,9%), Juti (72,9%), Paraíso das Águas (71,8%) e Porto Murtinho (70,1%). Abaixo dos 40% ficaram as cidades de Naviraí (38,2%) e Rio Negro (39,4%).

Covid-19 em MS

Com mais seis exames positivos para coronavírus (Covid-19), o número de casos confirmados da doença no Estado chega a 255. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) monitora outros 39 casos suspeitos. As informações estão no boletim epidemiológico divulgado no último dia 30.

Dos 255 casos confirmados, 78 estão em isolamento domiciliar, 153 estão sem sintomas e já estão recuperados. 15 estão internados, sendo seis em hospitais públicos e nove em hospitais privados. Foram registrados nove óbitos.

Das 977 amostras coletadas no Drive-Thru Covid-19 em Campo Grande, 953 deram negativo e 24 deram positivo. Das 15 amostras coletadas no Drive-Thru Covid-19 em Dourados, uma deu positiva e 14 foram descartadas.

Desde o dia 25 de janeiro, foram registradas 2.532 notificações de casos suspeitos do coronavírus em Mato Grosso do Sul. Destes, 2.217 foram descartados após os exames darem negativo para Covid-19 e 21 foram excluídos por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde.

Os 39 casos suspeitos em investigação tiveram as amostras encaminhadas para o Lacen/MS, onde será feito o exame para nove tipos de vírus respiratórios, incluindo influenza e Coronavírus. O Lacen/MS realiza os exames para Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Os resultados ficam prontos entre 24h a 72 horas, após o recebimento das amostras.


Voltar


Comente sobre essa publicação...