Semana On

Quinta-Feira 24.set.2020

Ano IX - Nº 411

Campo Grande

90% concluída, obra transforma região da grande Nova Lima

Infraestrutura segue operando e obras no Jardim Morumbi estão 80% finalizadas

Postado em 28 de Abril de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

As obras de infraestrutura no complexo Zé Tavares, estão 90% concluídas. O segundo acesso do Nova Lima que liga a Rua Francisco Pereira Coutinho com a Marques de Herval é a última fase da primeira etapa das obras no complexo, que também integra drenagem e pavimentação asfáltica já finalizados. 

As melhorias transformaram não só o cenário da localidade mas a vida dos moradores de toda região urbana do segredo, que avaliam de maneira bastante positiva a parceria do Governo do Estado com a Prefeitura de Campo Grande para destravar recursos do PAC e possibilitar a execução da obra de quase R$ 19 milhões. 

A agente de saúde aposentada, Jucilene Rodrigues Vieira mora desde 2007 na rua que fica em frente a Mata do Segredo, e comemora a nova realidade. “Antes lá era um lixão, e agora tá tudo asfaltado. Isso melhorou muito a vida da gente. Fora que mobilizou a população a ter mais cuidado e não jogar mais lixo no espaço. Renovou nosso bairro”, destaca. 

De 25 anos que Eronildo Pereira mora na região, sete foram presidindo a associação de moradores do Nova Lima e lutando por melhorias. “O sonho de nós moradores sempre foi ter o asfalto e essa transformação. Lembro muito bem quando essa rua, conhecida como corredor do Nova Lima, era tão cheia de buracos que era até difícil de transitar. E hoje está essa maravilha que melhorou nossa qualidade de vida, e valorizou nossas casas”, compara. 

Em visita ao canteiro de obras, o secretário especial de gestão política na Capital, Carlos Alberto de Assis destacou a atuação responsável do Governo do Estado, mesmo em tempos de pandemia. “Governo que pensa com planejamento, que tem uma visão macro do Estado. Tudo que estava planejado está em execução. Esse era um local esquecido pelos governantes, e agora podemos ver a transformação na vida dessas pessoas”, ressaltou. 

A obra está dentro do cronograma com previsão de finalização e entrega no mês de junho, afirmou Adão Benites Arce, engenheiro responsável. 

Jardim Morumbi

Com 80% de conclusão, as obras de pavimentação e drenagem de águas pluviais no Jardim Morumbi, em Campo Grande, também estão na reta final e devem ser entregues aos moradores até junho deste ano. Depois de contratempos com o mau tempo e a pandemia do novo coronavírus, os trabalhos estão em plena execução.

“Mesmo focado no combate à pandemia do novo coronavírus, o Governo do Estado não parou as obras públicas em todo o Mato Grosso do Sul, por determinação do governador Reinaldo Azambuja. Aqui no Jardim Morumbi, em Campo Grande, as ações também estão evoluindo. O asfalto e a drenagem são esperados há mais de 20 anos, e as obras estão sendo feitas de acordo com que os moradores precisam”, destacou Carlos Alberto.

No bairro, pelo menos 180 famílias serão beneficiadas pelo asfalto, que é implantado em 15 quadras com 12 terrenos cada. As ruas que recebem melhorias são Avenca, Campo Belo, Dom Duarte da Costa, Platina, Mário Carrato e Luziania. Em uma delas vive a aposentada Ilze Ruch, de 60 anos, que já teve muita dor de cabeça antes da pavimentação.

“Me mudei para cá em agosto de 2019 e em novembro me arrependi. As chuvas fortes abriram veletas de um metro de profundidade na minha rua. Tirei o carro da garagem em dezembro e só consegui colocar de volta depois da metade de fevereiro, quando já tinha a obra em andamento”, revelou a aposentada. “Agora aqui está uma maravilha. Se um dia pensei em deixar o bairro agora não penso mais”, completou Ilze.

O engenheiro Antônio Gabriel Saddi Bezerra, de 61 anos, é outro que só viu o bairro melhorar depois da intervenção. Sócio na construção de um condomínio, ele contou que a execução das moradias demorou mais de três anos por causa da situação das ruas. “Anos de muito sofrimento, de dificuldade de locomoção e carros estragados. Agora, graças ao empenho do Governo, que honrou a promessa, nossa situação é outra”, falou.

Investimento

Os recursos para execução da obra totalizam R$ 1,5 milhão. Sendo, $ 500 mil do Governo Federal, através do Sudeco, e R$ 1 milhão de contrapartida do Governo do Estado, por meio do Fundersul.


Voltar


Comente sobre essa publicação...