Semana On

Quarta-Feira 27.mai.2020

Ano VIII - Nº 394

Viver bem

Fórmulas desinfetantes sugeridas pela OMS são eficazes contra Sars-CoV-2

Virologistas alemães atestaram que formulações indicadas eliminam o novo coronavírus em 30 segundos. Com autorização, farmácias do país fabricam produtos com as receitas

Postado em 21 de Abril de 2020 - Galileu

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Os hábitos de limpeza e higiene de toda a população têm mudado desde o início da pandemia, provocando o aumento da procura por certos produtos, como o álcool em gel e outros desinfetantes. Para ajudar a suprir a demanda por eles, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou duas fórmulas desinfetantes extremamente eficazes contra o novo coronavírus.

Pesquisadores da Alemanha testaram as formulações para provar a sua eficácia, expondo o Sars-Cov-2 por 30 segundos aos desinfetantes. "Esse prazo foi escolhido com base nas recomendações para desinfetar as mãos", diz Stephanie Pfänder, líder da análise e professora do Departamento de Virologia Médica e Molecular da Universidade Ruhr-Bochum, em comunicado.

A equipe observou se o vírus seria eliminado após os 30 segundos e chegou a conclusão de que sim, as formulações recomendadas pela OMS são eficientes para combatê-lo, inclusive seus principais componentes: os álcoois etanol e isopropanol.

Fórmulas

A primeira formulação desinfetante recomendada pela OMS consiste em 80% em volume de etanol, 1,45% em volume de glicerina e 0,125% em volume de peróxido de hidrogênio. A segunda consiste em 75% em volume de isopropanol, 1,45% em volume de glicerina e 0,125% em volume de peróxido de hidrogênio.

Na Alemanha, farmácias receberam autorização para fabricar produtos desinfetantes com a segunda fórmula, a base de isopropanol, o que ajuda a combater a escassez de itens fabricados por grandes empresas.

Ao redor do mundo, mais de 2,2 milhões de pessoas já contraíram a Covid-19. Medidas de distanciamento social, lavar as mãos regularmente e usar máscaras são outras recomendações da OMS para prevenir a infecção e o maior alastramento da pandemia.


Voltar


Comente sobre essa publicação...