Semana On

Segunda-Feira 25.mai.2020

Ano VIII - Nº 394

Legislativo

Eduardo Romero destina recursos de Fundo Municipal para 25 instituições

O FMIS é um fundo municipal, onde os vereadores indicam instituições para receberem recursos

Postado em 02 de Abril de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Dez instituições que trabalham na área da saúde e 15 de assistência social serão contempladas com emendas parlamentares do vereador do Eduardo Romero (Rede), por meio do Fundo Municipal de investimentos Sociais, que foi criado pela Lei Municipal 5.401/14.

O FMIS é um fundo municipal, onde os vereadores indicam instituições para receberem recursos. Vale ressaltar que para ser beneficiada, a instituição precisa cumprir uma série de exigências documentais perante a secretaria de saúde, no caso de atendimento desta área, ou com a secretaria municipal de assistência social.  Toda avaliação burocrática é feita pelas duas secretarias.

A lei do FMIS é incluída pela Câmara todos os anos na peça orçamentária. Este ano foi disponibilizado um montante de R$ 90 mil para a área da saúde e outros R$ 90 mil para a da assistência social.

"Fazemos questão de incluir emenda ao orçamento municipal assegurando estes recursos para estas entidades porque elas fazem um trabalho muito importante para a sociedade, pois o poder públlicos não consegue chegar a todos os cantos da cidade, mas estas instituições sim”, frisa Eduardo Romero, que é presidente da Comissão de Finanças e Orçamento do Legislativo da Capital e foi relator do orçamento para o exercício 2020.

As instituições que vão receber recursos por meio de emendas do gabinete Eduardo Romero são: Instituto Amigos do Coração, Asilo São João Bosco, Projeto Jaboque, Maternidade Candido Mariano, Hospital Nosso Lar, APAE – Campo Grande/MS, APAE – Clube de Mães, Instituto Sul-mato-grossense para Cegos Florivaldo Vargas, Associação Renasce Uma Nova Esperança, Sirpha – Lar do Idoso.

Na área da assistência social são: Cotolengo Sul-Mato-Grossense , Associação de Pais e Amigos Autistas de Campo Grande, Movimento Mãe Águia, Casa da Criança Peniel, Associação Amigos de Maria, Associação Juliano Varela, CICA, Associação dos Ostomizados, Projeto Simão, Centro de Promoção Social Palotinas –CPROSPAL, Associação Criança do Brasil– Segunda Casa, Associação Jardim das Perdizes, Associação Tagarela, Instituto Maná do Céu e Obras sociais Francisco Thiesen.


Voltar


Comente sobre essa publicação...