Semana On

Segunda-Feira 06.abr.2020

Ano VIII - Nº 387

Legislativo

Eduardo Romero solicita auxílio aos profissionais da economia da cultura

Profissionais da música, circo artesãos, do teatro, todos autônomos que tiram sustento de sua arte sofrem com a pandemia

Postado em 25 de Março de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O vereador Eduardo Romero (Rede) encaminhou ofício para a secretária municipal de Cultura e Turismo, Melissa Tamaciro, solicitando estudo junto ao prefeito municipal para que artistas que vivem da economia da cultura recebam algum auxílio financeiro de fundos municipais que são geridos pela pasta.

O pedido do parlamentar é por conta do período de quarentena devido à pandemia de coronavírus, onde as pessoas precisam evitar aglomerações e vivem toque de recolher noturno; tudo para evitar que o vírus se espalhe e provoque colapso na saúde pública.

Eduardo Romero explica que foi procurado por artistas da economia da cultura que relataram suas dificuldades.  ‘Profissionais da música, circo artesãos, do teatro, todos autônomos que tiram sustento de sua arte. Eu sou da área do teatro e sei como é este mundo que ao mesmo tempo que leva o riso, o belo, difunde a cultura e recebe o aplauso também acaba sendo esquecido no momento do arrocho dos cofres públicos. Como este é um dos momentos em que os poderes estão empenhados em auxiliar os diversos setores, encaminhamos o ofício para que os representantes públicos olhem por eles’, explica.

Entre os fundos municipais sugeridos para serem utilizados para auxiliar a economia criativa estão o programa de Fomento ao Teatro (Fonteatro) e Fundo Municipal de Incentivo à Cultura (Fmic), entre outros recursos possíveis.

‘Os poderes vivem um momento novo mundialmente, onde todos estão trabalhando para manter o controle da saúde pública, segurança e economia. Olhar as pessoas nos seus mais diferentes modos de vida e sobrevivência faz parte deste todo’, frisa.

Eduardo Romero destaca que seu mandato e a Câmara Municipal de Campo Grande têm buscado alternativas para oferecer ao poder executivo bem como suas secretarias para que a cidade saia desta pandemia com o menor prejuízo possível. Ele pontua como exemplo o auxílio na distribuição de vacinas nas unidades de saúde para vacinação contra a influenza e ainda o transporte de profissionais da saúde para vacinar idosos acamados e renais crônicos.


Voltar


Comente sobre essa publicação...