Semana On

Quinta-Feira 28.mai.2020

Ano VIII - Nº 394

Viver bem

Dieta 'amiga' do coração tem macarrão, chocolate, café e especiarias, diz cardiologista

Por outro lado, carne vermelha, industrializados e sódio devem ser consumidos com moderação

Postado em 10 de Março de 2020 - Huffpost

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Uma dieta “amiga do coração” deve ter café, chocolate, massa integral e especiarias, segundo um cardiologista italiano.

Durante o congresso Platform of Laboratories for Advanced in Cardiac Experience (Place), realizado em Roma em novembro, o diretor da Unidade de Cardiologia do Hospital Geral Casilino e presidente do congresso, Leonardo Calò, afirmou que a dieta mediterrânea, baseada em alimentos frescos e naturais, como frutas, azeite, legumes, cereais, queijos e peixes, é uma das melhores para o coração.

“Os alimentos, se cuidadosamente escolhidos e cozidos da maneira correta, são os verdadeiros remédios do futuro, especialmente para o coração”, disse Calò à ANSA.

Ele, assim como outros quatro mil cardiologistas que participaram do evento, também citaram alguns alimentos que devem fazer parte deste cardápio. O café (até 3 xícaras por dia) e chocolate amargo (de 30 a 40 gramas por dia, desde que seja, no mínimo, 80% cacau), por exemplo, têm excelentes efeitos antioxidantes para o sistema cardiovascular.

Já os pães e massas integrais, principalmente feitos com trigo integral, espelta e cevada, também são bons para a saúde do coração. As especiarias e temperos, como manjericão, gengibre, orégano, pimenta e curry, também têm efeitos poderosos na longevidade.

Alimentos vermelhos e roxos, como tomates, frutas silvestres, uvas, jabuticaba e até vinho tinto, também fazem parte da dieta recomendada pelo cardiologista, uma vez que têm substâncias benéficas ao coração e que combatem o câncer, como antioxidantes, licopeno e polifenóis.

Por outro lado, o cardiologista sugeriu moderação no consumo de proteínas animais e sódio (2 gramas por dia). Substitutos industrializados do pão, como bolachas, pão de forma, biscoitos, também devem ser evitados, pois geram um pico de insulina e causam mais fome.

O açúcar, especialmente o refinado e contido em alimentos industrializados, também é desencorajado pelo médico, pois favorece o aparecimento de neoplasias e doenças cardíacas.


Voltar


Comente sobre essa publicação...