Semana On

Sexta-Feira 10.jul.2020

Ano VIII - Nº 400

Campo Grande

Trecho danificado na Ernesto Geisel será recuperado com obra de revitalização do Anhandui

Tempestade de quinta causou prejuízos em toda a cidade

Postado em 21 de Fevereiro de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Prefeitura de Campo Grande iniciou nesta sexta-feira (21) a recuperação das duas placas de concreto da parede de canalização da margem direita do Rio Anhanduí (sentido centro-bairro) que caíram com a força da chuva de quinta-feira (20). Essa estrutura foi construída há mais de 40 anos, e as placas de concreto estão sendo reforçadas de forma que se prenderão ao talude. Somente hoje choveu 73 mm, o esperado para todo mês de fevereiro era de 174,2 mm, ou seja 43% do esperado.

As equipes da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, que prontamente interditaram o local, vão trabalhar na recuperação dos danos, com reerguimento das placas, uso de trilhos para prender as placas ao barranco do rio, além da recomposição do talude de contenção. Esta mesma solução foi adotada em trechos do canal do Córrego Segredo, onde o mesmo problema aconteceu. Essa fase ainda está em finalização e depende de recursos federais, bem como de tempo favorável para sua execução.

Segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços Público, Rudi Fiorese, é um trabalho complicado, que dependerá bastante das condições climáticas. “Se estiver chovendo muito, não será possível , por exemplo, iniciar a movimentação de terra”, explica.

Logo após o período de chuva este primeiro lote da revitalização e controle de enchente do Anhandui vai entrar na fase final das obras.  Nesta etapa o projeto contempla urbanização das margens, implantação do primeiro trecho da ciclovia, recapeamento das pistas laterais, além também, o reforço deste trecho do canal que foi construído há mais de 4 décadas.

A prefeitura realiza estas intervenções, justamente, para corrigir esse problema de transbordamento do Rio Anhandui, que se arrasta há décadas. Uma das obras mais esperadas pelos campo-grandenses, a requalificação da Avenida Ernesto Geisel voltou a ser executada em 2018, após a Prefeitura recuperar os recursos alocados junto ao Ministério das Cidades e fazer a licitação.  A obra faz parte de um conjunto de ações que beneficiará diretamente os moradores dos bairros Marcos Roberto, Jockey Clube, Jardim Paulista e Vila Progresso.

O cronograma de execução da obra do Anhandui vem sendo comprometido pelos frequentes atrasos na liberação de recursos federais.


Voltar


Comente sobre essa publicação...