Semana On

Quinta-Feira 28.mai.2020

Ano VIII - Nº 394

Coluna

Trutis diz que crime financia políticos de MS e deputados pedem nomes e provas

As notícias que fizeram a semana política em MS, com Marco Eusébio

Postado em 19 de Fevereiro de 2020 - Marco Eusébio

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O deputado federal Loester "Tio" Trutis fez discurso na Câmara para falar do suposto atentado que disse ter sofrido no último dia 16 quando seguia de carro de Campo Grande para Sidrolândia pela BR-060. Disse agora que foram nove tiros disparados por uma submetralhadora .40, afirmou que está vivo pela "graça de Deus", habilidade de seu motorista e "graças à pistola 380 a qual eu portava e acusou o crime organizado de financiar políticos em Mato Grosso do Sul e de ter eleito vereadores, deputados e os três últimos governadores do estado.

"O crime organizado financia a política e agora tenta calar os deputados que se opõe e a polícia que se opõe a esses desmandos" afirmou. A TV Morena ouviu seis dos outros sete deputados federais de MS – Rose Modesto e Bia Cavassa (do PSDB), Dagoberto Nogueira (PDT), Luiz Ovando (PSL) e Fábio Trad (PSD) – que responderam que caso Trutis tenha provas de políticos financiados pelo crime no estado, deve dar nomes e apresentá-las à Justiça. Veja aqui o vídeo da emissora no GloboPlay e, abaixo, a íntegra do discurso postado por Trutis no Facebook.

 

Delegado diz que há 'muitas interrogações' sobre suposto atentado a deputado em MS

O delegado-geral adjunto da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejus), Adriano Geraldo Garcia, disse ao site Midiamax, de Campo Grande, que há "muitos pontos de interrogação" e que o "caso precisa ser esclarecido", ao ser indagado sobre o suposto atentado que o deputado federal Loester "Tio" Trutis (PSL-MS) divulgou ter sofrido. No Facebook, Trutis postou foto do carro e disse que o veículo foi atingido por pelo menos cinco disparos na manhã de ontem, quando seguia com assessor de Campo Grande para Sidrolândia conforme aqui divulgado. O caso está com a Polícia Federal e a Polícia Civil colabora nas investigações. O Midiamax diz ter ouvido um policial aposentado que atua em segurança privada que explicou que o suposto ataque não condiz com métodos usados por pistoleiros, que geralmente estudam trajetos e hábitos dos alvos e não costumam atacar veículo em plena rodovia por haver mais chances de manobra de fuga. Além disso, o site diz que a mesma fonte observou que os disparos foram feitos na traseira do carro, sendo que o deputado dirige seu próprio veículo e mostra isso em fotos e vídeos nas redes sociais (leia mais aqui no Midiamax). O site lembra que em janeiro deste ano, Trutis foi alvo de B.O. na Polícia Civil acusado de tentar intimidar, com uma arma, uma família de mecânicos do bairro Universitário, em Campo Grande (leia aqui).

'Atentado contra a democracia' diz OAB sobre tiros em carro de deputado em MS

A Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul (OAB-MS) divulgou nota afirmando que "repudia com veemência" o atentado contra o deputado federal Loester Trutis (PSL) que anunciou nas redes sociais que teve seu carro atingido por tiros na manhã do último dia 16. "Para a Ordem, é um atentado não apenas contra o Poder Legislativo, mas contra a democracia e contra o Estado Democrático de Direito", diz a nota (leia aqui a íntegra). A OAB-MS informa que "acompanha a apuração dos fatos e cobrará uma investigação rigorosa".

Superintendente faz B.O. sobre ameaça, após invasão à sede do Procon-MS

Um dia depois de ir protocolar no Ministério Público Estadual documento sobre irregularidades nos preços de combustíveis cobrados no estado que estão sendo fiscalizados desde o aumento de 5% na alíquota de ICMS da gasolina e redução de 5% no etanol no dia 12 deste mês, o superintendente do Procon-MS, Marcelo Salomão, registrou boletim de ocorrência na Delegacia Especializada de Proteção ao Consumidor (Decon) dizendo ter sido ameaçado, informa o site do jornal Correio do Estado. Salomão afirmou que as ameaças começaram há duas semanas, mas resolveu denunciar o caso à Polícia Civil depois que ladrões invadiram a sede do Procon na madrugada de hoje pelo teto e furtaram um computador com dados da próxima pesquisa de preços. Além dos preços de combustíveis, o Procon também começou neste mês a fiscalizar empresas credenciadas para confeccionar placas Mercosul que começaram a ser adotadas pelo Detran-MS, lembra o jornal.

Sem indicação para a principal comissão da Assembleia, deputado deixa G11

Um dia depois de oficializadas, as bancadas da Assembleia indicaram os deputados que passam a integrar a CCJ e eles já se reuniram e resolveram manter Lídio Lopes (Patri) na presidência da principal comissão por onde passam todos os projetos em trâmite na Casa, com Rinaldo Modesto de vice. Além deles, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação tem como titulares, a partir de agora, Eduardo Rocha (MDB), Evander Vendramini (Progressistas) e Gerson Claro (PP). Os suplentes são Renato Câmara (MDB), Capitão Contar (PSL), Lucas de Lima (Solidariedade), Pedro Kemp (PT) e Marçal Filho (PSDB). Por não sido indicado pelo G11 para permanecer na CCJ, Henrique Catan (PR) deixou o grupo, que volta a ser chamado de G10. Disse à imprensa que vai para o G8, que deve virar G9.

Gleisi vem a MS debater eleições com PT

A presidente nacional do PT e deputada federal pelo Paraná, Gleisi Hoffmann, virá a Campo Grande neste sábado (22) para o Encontro Estadual do partido marcado para às 9h no auditório da Federação dos Trabalhadores em Educação (Fetems), com foco nas eleições de prefeitos e vereadores em Mato Grosso do Sul. "Ela vem participar de uma reunião com dirigentes, lideranças políticas e pré-candidatos do PT de MS, vai fazer uma análise da conjuntura e debater estratégias e táticas eleitorais", disse ao Blog o presidente municipal da sigla, Agamenon do Prado. O evento também alusivo aos 40 anos do PT está marcado para começar às 9h no auditório da Federação dos Trabalhadores em Educação (Fetems).

Azambuja filia mais dois prefeitos e PSDB agora comanda 47 municípios em MS

O PSDB segue reforçando seu time de prefeitos para as eleições deste ano, filiou mais dois e comanda agora 47 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Em ato com a presença do governador Reinaldo Azambuja na sede da sigla em Campo Grande, ingressaram no ninho tucano os prefeitos Valdomiro Sobrinho, de Mundo Novo; e Paulo César Franjotti, o Paulão, de Japorã (ambos ex-PR). Conhecido por usar trajes chamativos, Valdomiro apareceu, literalmente, usando um paletó "amarelo tucano" no evento. Paulão era presidente da Câmara de Japorã e assumiu a prefeitura em novembro para um mandato tampão, após a cassação de Vanderley Bispo (PTB) pela Justiça Eleitoral. Além do governador e do presidente regional do PSDB Sérgio de Paula, o ato contou com os deputados Paulo Corrêa, Felipe Orro, Rinaldo Modesto e Onevan de Matos; os secretários do governo Eduardo Riedel, Carlos Alberto de Assis e Geraldo Resende; e os prefeitos Odilon Ribeiro (Aquidauana), Pedro Caravina (Bataguassu), Kazuto Horii (Bodoquena), Manoel Viais (Caracol) e Ricardo Fávaro (Itaquiraí).

As 'novas caras' de cinco partidos para cadeiras de vereador em Campo Grande

Pregando sempre a renovação, alguns partidos pretendem lançar "caras novas" para disputar cadeiras de vereador em Campo Grande. Alguns nomes ainda estão sendo definidos e outros só aguardam as convenções para serem oficializados. O presidente municipal do PSD, Antônio Lacerda, disse ao Blog que, em seu partido, essa ala deve ser encabeçada pelo atual secretário municipal de Juventude, Maicon Nogueira, e Nick, também da pasta. No PSDB, desponta o advogado Cláudio Serra Filho. Pelo PT, o presidente local, Agamenon do Prado, citou três nomes que devem sair candidatos pela juventude: as estudantes Natália Braga e Camila Jara e o professor André Luís. Pelo PDT, serão candidatos o presidente municipal da sigla, Yves Drosghisc, e Ernani Júnior. Pelo MDB, o deputado Márcio Fernandes, que vai disputar a prefeitura, elencou o presidente regional da JMDB Márcio Podolsk, Michela Dutra e Eronildo Pereira da Silva da juventude emedebista para a Câmara.


Voltar


Comente sobre essa publicação...