Semana On

Terça-Feira 07.jul.2020

Ano VIII - Nº 400

Auau Miau

Cerca de 8% da população não vê problema em envenenar cães abandonados

No Brasil, apenas 17% da população já adotou algum cão abandonado

Postado em 18 de Fevereiro de 2020 - ANDA

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

De acordo com uma pesquisa concluída em 2019 pela organização World Animal Protection (WAP), 8% da população brasileira não vê problema em envenenar cães abandonados, ou seja, aqueles que, sem um lar, passam o dia vagando pelas ruas. Por outro lado, a estimativa de pessoas que afirmam ter ajudado cães em situação de abandono é mais alentadora – 49%.

No entanto, o ideal seria que todos nós ajudássemos de alguma forma, já que como o abandono gera muito sofrimento, abre-se um leque de tristes possibilidades – como fome, surgimento de doenças, atropelamentos, envenenamentos e constante exposição à violência.

No Brasil, onde há uma estimativa de 30 milhões de animais abandonados, apenas 17% da população já adotou algum cão nessa situação, conforme o relatório “A vida é melhor com cães”, da WAP. Por outro lado, 47% dizem que se preocupam com a questão do abandono animal.

A intenção da World Animal Protection com esse relatório foi revelar a percepção que as pessoas têm de cães que, sem destino, vagam pelas ruas do país diariamente – além de fornecer dados que possam estimular uma mudança de comportamento em relação aos animais domésticos.


Voltar


Comente sobre essa publicação...