Semana On

Sexta-Feira 04.dez.2020

Ano IX - Nº 422

Cultura e Entretenimento

Campo Grande terá de volta o carnaval na Fernando Corrêa e mais de 40 atrações

Confira a programação completa dos esquentas, blocos e eventos que já rolam nesta sexta

Postado em 12 de Fevereiro de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O Carnaval 2020 contará com 48 eventos espalhados por Campo Grande com destaque para o tradicional desfile das 8 Escolas de Samba na Praça do Papa nos dias 24 e 25 de fevereiro, e os já conhecidos blocos de rua na Esplanada Ferroviária, com o Capivara Blasé e o Cordão da Valú. Também haverá uma novidade: o retorno do Carnaval da Av. Fernando Corrêa da Costa, o Morena Folia. A programação dura até o dia 29 de fevereiro.

Até o momento, mais de 40 atividades diárias, espalhadas em clubes, shoppings e ruas foram mapeadas e estarão em constante atualização por meio do site http://carnaval.campogrande.ms.gov.br/. No endereço eletrônico, é possível encontrar o mapa da folia e também atividades opostas ao batuque frenético, como o carnaval holístico, as atividades de trilha ou walking tour pelo centro revitalizado.

Nesse ano, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur), com apoio do Governo do Estado, selou compromisso com a maior festividade popular do país para desenvolver a cadeia produtiva do carnaval, valorizando um dos maiores patrimônios imateriais brasileiro e entendendo essa manifestação como potencial produto turístico para Campo Grande.

Além disso, um esquema especial foi montado para atender no trânsito e na segurança. Oitenta guardas civis metropolitanos estarão espalhados por toda a Esplanada e 14 de julho, 12 agentes da Agetran, no período noturno, 120 PMs por dia (PMA – choque – Bope – Cavalaria – trânsito e GTA), além de 22 bombeiros e 7 viaturas.

Blocos e esquentas

A programação conta com blocos de rua e desfiles das escolas de samba já a partir desta sexta (14), quando rola o quarto esquenta do Capivara Blasé. O tema da vez é “Rala Tchan”, em homenagem aos grupos de axé music da Bahia, especialmente a banda É o Tchan, que emplacou uma surra de hits no final dos anos 90, abrindo portas para muitas outras bandas e grupos estourarem também.  A festa rola no Espaço Casa na Árvore (– Av. da Capital, 100) a partir das 22h. Mais informações: 67-99205-5255 e www.capivarablase.com.br.

Os esquentas do “Capivara” são preparativos para o carnaval de rua. Neste ano, pela primeira vez, o bloco vai ter dois dias de festa, com a expectativa de reunir mais de 90 mil pessoas nos dias 23 (domingo) e 24 (segunda) de fevereiro na Esplanada Ferroviária.

Também nesta sexta acontece o 13º Grito de Carnaval e Baile de Marchinhas da Praça dos Imigrantes, a partir das 19h, com show da cantora Juci Ibanez e apresentação do projeto “Livres – Tambor Lata”. O evento tem entrada gratuita. A Praça estará decorada no estilo carnavalesco, com confetes e serpentinas para recepcionar os foliões para o evento. Juci Ibanez promete um show animado. “Será uma apresentação repleta de samba, axé e de marchinhas. Será um Carnaval bem animado, bem legal, do jeito que a galera gosta”, diz ela. A expectativa do evento é divulgar os trabalhos que são feitos na Praça dos Imigrantes, na Feira Permanente de Artesanato, onde há 28 lojas, com 70 artesãos vendendo os seus produtos.

No sábado (15), o bloco “As Depravadas” homenageia a icônica região com o tema “O Relógio marcou o tempo do reencontro fraterno da faceira Quatorze com o elegante Barão”. Criado lá no começo dos anos 90, em uma das mesas do tradicional Bar do Zé, por um grupo de amigos que tinham em comum a paixão pela Comunicação e o trabalho na imprensa campo-grandense, o bloco nasceu para juntar os amigos das redações, Cinegrafistas, Fotógrafos, Técnicos e fins em uma festa só.

A concentração do As Depravadas começa às 9h da manhã, no Bar do Zé, localizado na rua Barão do Rio Branco, 1.213, centro. Tradicionalmente o bloco faz seu desfile uma semana antes da data oficial do carnaval para que os profissionais da imprensa possam participar, já que muitos estão de plantão no feriado. Segundo a organização, todos os que gostam de ouvir marchinhas antigas e de brincar o carnaval estão convidados. Ser da área da comunicação não é pré-requisito, basta ter samba no pé, gingado nos quadris, vontade de se feliz e amar ao próximo.

No dia 22 (sábado), o Cordão Valu inicia sua concentração às 14 horas na Esplanada Ferroviária, na esquina das ruas Calógeras e General Melo. No mesmo dia, na Avenida Fernando Corrêa da Costa (entre a Rua 14 de Julho e a Avenida Calógeras), começa o Morena Folia que vai até o dia 25.

No domingo (23) os vinte blocos oficiais da Ablanc (Associação de Blocos e Cordões Carnavalescos) desfilam na Avenida Fernando Correa da Costa, a partir das 18 horas. O evento contará com estrutura completa para quem for curtir a festa.

Morena Folia

O Morena Folia proporcionará um mix de shows, com programação ultra animada e nostalgia empolgante. Com expectativa de 20 mil pessoas só na avenida, a folia contará com nomes nacionais e regionais, além de mais de 40 atrações por toda a cidade.

O evento acontece na Avenida Fernando Côrrea da Costa, entre os dias 22 e 25 de fevereiro, das 21 às 3 da madrugada. 

Quem inaugura o Morena Folia é o grupo Art Popular, que leva todos os seus sucessos, como “Pimpolho”, “É no Pagode” e “Temporal”, para o palco da Fernando Côrrea da Costa.

A programação conta com show da dupla Henrique e Diego, conhecida Brasil afora por conta dos hits em parceria com MC Guime, “Suíte 14”, Dennis DJ, “Tchau Tchau”, e com Simone e Simaria com “Raspão”.

Com mais de 24 anos de história, o grupo BokaLoka atrai o público que realmente é fã desta festa popular. Junto a Renatinho Bokaloka (vocalista), Toninho Branco (cavaco) e Adílson Sorriso (surdo), os campo-grandenses e turistas poderão cantar os versos de “Não Pedi pra me Apaixonar”, “Tá na Hora”  e “Que Situação”.

Desfile das Escolas

Os desfiles das agremiações de Campo Grande começam na segunda (24) e quem abre a festa é a Escola Mirim Herdeiros do Samba, a partir das 19 horas. Em seguida entram na avenida as escolas Unidos do Aero Rancho, Unidos do Cruzeiro, Cinderela Tradição do José Abrão e Unidos do São Francisco.

O último dia de desfiles é na terça (25) e o agito dos foliões fica por conta das escolas de samba Igrejinha, Unidos da Vila Carvalho, Deixa Falar e Os Catedráticos do Samba.

Os desfiles acontecerão nos dois dias na Passarela do Samba, na Avenida Alfredo Scaff, ao lado da Praça do Papa, sempre a partir das 19 horas.


Voltar


Comente sobre essa publicação...