Semana On

Domingo 31.mai.2020

Ano VIII - Nº 395

Viver bem

10 alimentos saudáveis que você deve evitar quando estiver doente

Se você estiver resfriado, com dor de cabeça ou dor de estômago, esses são os ingredientes a evitar (e os que são recomendados)

Postado em 11 de Fevereiro de 2020 - Krissy Brady – Huffpost

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Quando os espirros e a garganta raspando viram gripe, uma coisa é certa: ficar doente é um saco.

Mas você já sabe o que tem de fazer. Ingerir muitos líquidos. Incluir gengibre na sua comida se estiver enjoado. Caprichar em alimentos nutritivos, mesmo que no começo sejam em forma líquida. E, quando finalmente conseguir voltar a comer alimentos sólidos, certifique-se de que eles não são processados ou cheios de açúcar. Fácil, né?

Bem, não exatamente. Há algumas comidas saudáveis que são conhecidas por exacerbar ou prolongar alguns sintomas de algumas doenças comuns.

Quais são esses alimentos, e o que você deveria comer no lugar deles? Continue lendo para descobrir, mas lembre-se sempre que a reação à comida varia muito de pessoa para pessoa – inclusive quando estamos doentes.

Preste atenção no que diz o seu corpo. Se algum dos ingredientes abaixo não te causa problemas quando você está doente, não é preciso retirá-los de seu cardápio.

Se você estiver resfriado, gripado ou com febre

Evite: espinafre

A histamina é uma substância produzida no corpo e, quando liberada, desencadeia sintomas de alergia. Mas ela também é encontrada em muitos alimentos ― e alguns deles, mesmo que não contenham alto teor de histaminas, são considerados liberadores de histamina.

“Eles fazem as células chamadas mastócitos liberar histaminas e ativar respostas inflamatórias”, diz Renee Wellenstein, médica especializada em medicina funcional. “Essa resposta pode piorar ainda mais a congestão nasal, o cansaço e outros sintomas frequentemente associados a resfriados ou gripes.”

Acredita-se que, como o espinafre, morangos, tomates e frutas cítricas (entre outros) possam liberar histaminas.

Evite: nozes

Nozes contêm nutrientes importantes para ajudar o corpo a combater infecções, como zinco e vitamina E. Mas é melhor não comê-las durante os estágios iniciais de uma doença, especialmente se você estiver com o estômago indisposto ou febre.

Como as nozes são ricas em gorduras (saudáveis), o organismo tem de trabalhar mais para digeri-las. Isso pode causar dores de estômago e utilizar energias necessárias para que o organismo combata a infecção.

Acredita-se que as nozes também liberem histaminas, o que pode piorar a congestão nasal.

Evite: brócolis

“Apesar de ser bastante benéfico, pois contém nutrientes que estimulam o sistema imunológico, como as vitaminas A e C, também é rico em fibras, o brócolis pode ser de difícil digestão quando você está doente”, afirma Mahmoud Ghannoum, especialista em saúde intestinal e autor de Total Gut Balance (equilíbrio intestinal total, em tradução livre).

Para evitar irritações no trato gastrointestinal, opte por alimentos com menos fibras e mais fáceis de digerir. Dessa maneira, seu corpo pode se concentrar em combater a infecção.

Coma: pimentão vermelho

O pimentão vermelho contém um composto chamado quercetina, um poderoso antioxidante que também é antiviral e anti-inflamatório. “A quercetina pode ajudar a impedir que a multiplicação do vírus, reparando os danos aos tecidos resultantes da infecção e controlando inflamações associadas à doença”, diz Wellenstein.

Eles também são ricos em vitamina C, um antioxidante poderoso que, acredita-se, diminui a duração dos sintomas do resfriado. E o pimentão não é tão ácido quanto as frutas cítricas ― um bônus se sua garganta estiver arranhando.

Coma: cogumelos

As citocinas são pequenas proteínas que regulam a resposta imune do organismo, soando o alarme quando você está doente e suspendendo as atividades imunológicas quando você está bem.

Pesquisas sugerem que cogumelos, como shitake e reishi, podem aumentar as citocinas e ajudar o sistema imunológico a combater infecções, diz Wellenstein.

Coma: canja ou caldo de frango

Estudos sugerem que a canja contém compostos de efeito anti-inflamatório, tornando-a um alimento ideal no combate contra os sintomas de resfriado e gripe.

Um desses compostos, a carnosina, é encontrado em galinhas e pode ser útil no combate aos estágios iniciais de um resfriado ou gripe, de acordo com um estudo de 2012 publicado na revista científica American Journal of Therapeutics.

Mas se a ideia de tomar uma sopa com legumes e pedaços de carne não parece nada apetitosa, o caldo de frango pode ser um ótimo substituto. O caldo contém minerais eletrolíticos, como potássio e sódio, diz Ghannoum, importantes para manter o corpo hidratado.

Quando você está com dor de cabeça

Evite: queijos maturados

Quanto mais longo o período de maturação de um alimento, mais histaminas eles produzem ― gouda, suíço e parmesão estão no topo da lista desses no topo da lista desses queijos “problemáticos”. Comer esses tipos de queijo pode causar a dilatação dos vasos sanguíneos no cérebro, desencadeando (ou piorando) dores de cabeça.

Evite: alimentos fermentados

A tiramina, um aminoácido encontrado em alimentos fermentados como chucrute e kimchi, também pode causar dor de cabeça.

“Algumas pessoas têm dificuldade em digerir a tiramina, ou seja, elas têm propensão a sentir dor de cabeça quando ingerem alimentos que contêm altos níveis de tiramina”, diz Wellenstein.

Esses alimentos podem causar uma reação em cadeia que resulta na constrição e dilatação dos vasos sanguíneos do cérebro, provocando dores de cabeça latejantes.

Coma: proteínas magras

Carne, frango e outras proteínas magras contêm riboflavina e coenzima Q10 (CoQ10), duas vitaminas importantes para manter fluindo o suprimento de energia do corpo.

“Não se conhece o mecanismo exato, mas algumas pesquisas sustentam que as pessoas que sofrem de enxaqueca podem ter um problema com o metabolismo energético do cérebro”, afirma Wellenstein. Isso poderia explicar por que essas vitaminas ajudam no combate à enxaqueca às dores de cabeça em geral.

Coma: pepino

Quando o corpo está muito desidratado, ele vai procurar água onde quer que ela esteja disponível ― incluindo o cérebro. O resultado? O cérebro ― incluindo a camada protetora que o envolve – encolhe, e isso significa dor de cabeça na certa.

“Comer alimentos ricos em água, como pepino e melancia, restabelece o equilíbrio dos fluidos no corpo”, diz Wellenstein. “O cérebro se enche de água, e os sintomas da dor de cabeça desaparecem.”

Quando você está tossindo ou com dor de garganta

Evite: legumes e verduras crus

Dependendo da gravidade da inflamação da garganta, os alimentos com textura áspera ou irregular (como certos legumes e verduras crus) podem ser difíceis de engolir e piorar a irritação, diz Wellenstein. Melhor evitá-los até a garganta voltar ao normal.

Evite: frutas cítricas

Comer frutas cítricas quando você está doente pode ser complicado. Por um lado, elas são uma recarga de vitamina C e de eletrólitos como potássio, que podem estar em baixa no seu organismo.

Por outro, “os níveis de acidez encontrados nas laranjas podem irritar ainda mais a garganta”, afirma Wellenstein. Ou seja, enquanto a garganta estiver ruim, talvez seja melhor procurar outras fontes de vitamina C e eletrólitos.

Coma: ovos

Ingerir ovos não vai causar incômodo se sua garganta estiver inflamada e além disso contêm vitamina D e zinco, uma dupla dinâmica que trabalha com o sistema imunológico para mostrar aos vírus e bactérias invasores quem é que manda.

Além disso, a proteína dos ovos é dividida em aminoácidos, que são usados na fabricação de anticorpos, e outras proteínas que trabalham junto com seu sistema imunológico.

Coma: mel

Sua textura ajuda a aliviar a irritação da garganta, “e o mel é um supressor natural da tosse”, afirma Wellenstein. Ele pode ser tão eficaz quanto os remédios para a garganta vendidos sem receita nas farmácias.

Bônus: uma análise de estudos científicos publicada em 2013 na revista científica Iran Journal of Basic Medical Science sugere que o mel tem qualidades antibacterianas que podem ajudar o corpo a combater os invasores.

Quando você tem dor de estômago, náusea ou diarreia

Evite: leite e derivados

Os laticínios contêm lactose, que o estômago decompõe com a ajuda de uma enzima digestiva chamada lactase.

“Quando você está com diarréia, a lactase pode ficar temporariamente esgotada por causa da inflamação no revestimento do intestino (onde a enzima é encontrada)”, diz Rabia De Latour, gastroenterologista e professora assistente de medicina da NYU Langone Health.

Tomar leite ou comer derivados quando o estômago já está com problemas pode intensificar sintomas como diarreia, inchaço e dor abdominal.

Evite: farelo de aveia

O farelo de aveia é rico em fibras insolúveis, que não se dissolvem em água; portanto, elas tendem a fazer os outros alimentos passarem mais rápido pelo seu sistema digestivo – o que não é o ideal quando você já está vivendo no trono. O mesmo vale para granola, arroz integral e macarrão de trigo integral.

Evite: feijão

“O feijão contém açúcares, chamados alfa-galactosidases, que podem piorar problemas estomacais e digestivos, como diarreia, gases e cólicas”, afirma Ghannoum. Isso ocorre porque o corpo não consegue sintetizar enzimas redutoras dos gases em quantidade necessária para digerir completamente esses açúcares.

Coma: aveia

Além do sabor super suave e de cair bem no estômago, a aveia contém fibras solúveis, que atraem água para o trato digestivo. Isso ajuda a aumentar o volume das fezes e regular a velocidade que os alimentos viajam pelo seu organismo.

A aveia também contém selênio, que ajuda na proteção contra infecções, e zinco, um parceiro importante do sistema imunológico na luta contra bactérias e vírus indesejados.

Coma: arroz branco

O arroz é outro alimento de sabor suave que dá um respiro ao trato digestivo. Ele é rico em amido e pobre em fibras, o que faz do arroz branco um alimento ideal para solidificar as fezes depois de um surto de diarreia, afirma De Latour. O arroz também é uma excelente opção para ajudar na reintrodução de alimentos sólidos em sua dieta.

Coma: bananas

Quando você está com diarreia ou vomitando, os níveis de potássio do seu corpo podem ficar muito baixos. O potássio é um mineral importante no equilíbrio da quantidade de água no organismo e mantém suas células em boa forma.

É aí que as bananas entram em cena: “Procure bananas um pouco mais verdes”, sugere Ghannoum. Elas “têm amido mais resistente, o que incentiva a proliferação de bactérias do bem no intestino”.

Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.


Voltar


Comente sobre essa publicação...