Semana On

Sábado 31.out.2020

Ano IX - Nº 417

Mato Grosso do Sul

Governo entrega viaturas para reforçar segurança de Mato Grosso do Sul

Governador destaca apreensão recorde de drogas e volta a cobrar presença federal nas fronteiras de MS

Postado em 29 de Janeiro de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Segurança Pública de Mato Grosso do Sul ganhou reforço de 43 novas viaturas e três micro-ônibus. No último dia 27, o governador Reinaldo Azambuja, acompanhado do secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Vidiera, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Waldir Ribeiro Costa, entregou os veículos modelo L.200 que já estão adaptados conforme os padrões da PM e deverão integrar os batalhões de nove municípios e um distrito: Campo Grande, Sidrolândia, Sete Quedas, Dourados, Fátima do Sul, Paraíso das Águas, São Gabriel do Oeste, Sonora, Bela Vista e o Distrito Arapuá, que fica localizado em Três Lagoas.

Para o governador Reinaldo Azambuja, a entrega de novos veículos significa o fortalecimento da estrutura da segurança pública e a aproximação dela com a sociedade, prova disso é que a atual gestão desde o ano de 2015 tem está área como uma das prioridades realizando um dos maiores investimentos da história do Estado. “Em 2020 nós teremos muitos recursos para investimentos e a prioridade é melhoria das condições de trabalho dos nossos policiais e também será dada uma atenção especial para área psicossocial, com objetivo apoiar o efetivo”, destacou Reinaldo.

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Vidiera, disse que esse é o primeiro lote de viaturas entregues, e a expectativa ainda no primeiro semestre de 2020 é entregar mais 72 veículos do mesmo modelo para fortalecer as estruturas das forças de segurança.

“Acreditamos este será um grande ano para segurança pública. Recursos do Sistema Único da Segurança Pública (SUSP) da ordem de R$ 13,5 milhões já estão disponíveis, ainda temos o compromisso do presidente Jair Bolsonaro que mais R$ 13,5 milhões serão descontingenciados e depositado no início de fevereiro, além das emendas de bancada no valor R$ 28 milhões e as individuais, que deverão ser destinadas principalmente para aquisição de novas viaturas, com objetivo de reduzir o custo com a manutenção da frota. Isso possibilitará que o dinheiro gasto com reparos possa ser utilizado na melhoria do ambiente de trabalho do policial e do atendimento à população”, relatou Vidiera.

O comandante-geral da PM, coronel Waldir Ribeiro Acosta, afirmou que as novas viaturas são de extrema importância para corporação, uma vez que contribuem diretamente com o fortalecimento do policiamento ostensivo e preventivo, garantindo a preservação da ordem pública e aumentando a sensação de segurança dos sul-mato-grossenses.

Ao todo foram investidos cerca de R$ 9 milhões na compra dos novos veículos, adquiridos com recursos de emenda parlamentar e da União.

Drogas e fronteira

O governador destacou a excelência do trabalho das forças de segurança de Mato Grosso do Sul – com redução de todos os índices de criminalidade, apreensão recorde de drogas em 2019 e esclarecimento de crimes equivalentes a países de primeiro mundo. Ele também voltou a cobrar maior presença federal e sugeriu a instalação do Núcleo de Inteligência de Fronteira em Mato Grosso do Sul.

“Temos um orgulho enorme. Sabemos que temos uma das melhores policias do Brasil. Os resultados de Mato Grosso do Sul falam por todos nós. Diminuímos em mais de 15% todos os índices de criminalidade. Alguns com números extremamente relevantes. Temos os melhores índices de trabalho. O maior índice de apreensão quem faz é Mato Grosso do Sul. É importante porque só as forças policiais de Mato Grosso do Sul apreenderam 367 toneladas de drogas em 2019”, afirmou Reinaldo Azambuja.

Ao cobrar uma maior presença das forças de segurança federais, o governador explicou que o reforço beneficiaria todos os estados brasileiros, impedindo a chegada de drogas e armas. “O governo federal tem que fazer sua parte. Ele precisa estar presente, com mais policiais federais, mais policiais rodoviários federais, mais presença da força nacional de segurança na região de fronteira. É um pedido que eu tenho reiterado. Qualquer país do mundo cuida das suas fronteiras. Cuida com a presença policial. É por lá que entram drogas e armas que acabam chegando a todos os estados do Brasil”, disse.

Além de entregar as viaturas, o governador autorizou a formação de 650 novos militares, que irão reforçar a segurança pública em todas as regiões de Mato Grosso do Sul. Serão 109 oficiais e 541 soldados para Polícia Militar e Bombeiros. Vão ingressar na PM, 388 soldados, 50 oficiais combatentes e 13 oficiais de saúde. Já para os Bombeiros, serão 153 soldados, 23 oficiais, 12 oficiais de saúde e 12 oficiais especialistas. As primeiras convocações para o curso de formação serão dos soldados de ambas as corporações, no dia 2 de março.


Voltar


Comente sobre essa publicação...