Semana On

Quarta-Feira 15.jul.2020

Ano VIII - Nº 401

Legislativo

Sete anos de mandato e o trabalho de Eduardo Romero frente às demandas das sete regiões de Campo Grande

Parte dos resultados foram apresentados no final do ano passado, em encontro aberto na casa do vereador

Postado em 15 de Janeiro de 2020 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Eduardo Romero (Rede) chega aos sete anos de mandato. O primeiro iniciado em 2013 e o segundo em 2017 tiveram muitas demandas, tanto da comunidade nas visitas do parlamentar, procura no gabinete, audiências públicas, seminários, palestras e das próprias vivências do vereador e sua equipe. Parte dos resultados foram apresentados no final do ano passado, em encontro aberto na casa do vereador.

Das sete regiões da cidade saíram demandas das mais diversas áreas como infraestrutura, meio ambiente, cultura, saúde, habitação, segurança, educação, mobilidade urbana, bem-estar animal. Muitas solicitações se tornaram projetos de lei que se transforaram em leis, tiveram desdobramentos com audiências públicas, palestras e seminários. Outras solicitações foram encaminhadas para soluções por meio de indicações, que é um mecanismo regimental da Câmara Municipal durante as sessões legislativas.

Nestes sete anos Eduardo Romero foi relator do orçamento municipal por quatro vezes, recebeu quase 11 mil pessoas em seu gabinete, proferiu 162 palestras com temas variados como meio ambiente, importância e a participação do cidadão na política, mobilidade urbana, o papel do vereador. Encaminhou 2.201 ofícios solicitando informações ou com pedidos de serviços públicos, apresentou 4.153 indicações, foram elaborados 235 projetos de lei, sendo que destes 110 são lei em vigor na cidade.

Entre os trabalhos do mandato estão a luta pela implantação da 4ª e 5ª unidades do Conselho Tutelar na cidade, garantia de 1% do orçamento para a cultura, lei para implantação da UPA Veterinária, criação do grupo ambiental dentro da Guarda Civil Municipal, isenção de IPTU para imóveis alagados, instalação da estação de monitoramento da qualidade do ar, sendo a primeira na região Centro-Oeste. Além disso, Eduardo Romero foi autor da lei que teve a energia solar incluída como medida de desconto no IPTU, instalação de bicicletários em órgãos públicos, obrigatoriedade de banheiros químicos nas feiras livres regularizadas, grande campanha pela reforma dos terminais com abaixo assinado e levantamento sobre as condições do sistema de transporte público, bem como estudo sobre o contrato de concessão deste serviço. O levantamento foi encaminhado para vários órgãos públicos como o MPE e resultou em instauração de procedimentos e ações civis públicas.

O parlamentar aponta que nestes sete anos a palavra mediação sempre esteve muito presente no mandato, pois muitas vezes o cidadão procura um representante no legislativo para um serviço que já existe e basta apenas orientação de como ter acesso. ‘A partir do momento que uma pessoa é leita para representar tem que ter em mente que está ali para fazer seu papel de observador das necessidades e ir à busca da coletividade e não fazer de escada sua condição de representante’, frisa.

Sobre os resultados alcançados, Eduardo Romero destaca que quando as pessoas entendem que têm direitos e deveres e existem políticos com boa vontade e há orçamento para executar é possível a cidade ser melhor. ‘E quando não há orçamento é possível também fazer alguma coisa usando da criatividade do gestor porque a peteca não pode cair. A partir do momento que um cidadão se torna representante do povo, com suas devidas competência de legislador ou executor, precisa sempre lembrar que está lidando, expectativas, passado/presente/futuro e sonhos’, finaliza.

Clique Aqui e veja mais sobre os sete anos do mandato.


Voltar


Comente sobre essa publicação...