Semana On

Terça-Feira 18.fev.2020

Ano VIII - Nº 380

Campo Grande

Com garantia de reabertura do Morenão, Estado prepara licitação da reforma geral

Projeto de reforma completa do Morenão para transformá-lo em uma arena multiuso será lançado em abril

Postado em 24 de Dezembro de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Compromisso firmado pela Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul perante o Ministério Público Estadual (MPE), Governo do Estado e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) garantirá a reabertura do Estádio Pedro Pedrossian (Morenão) para o Campeonato Estadual de 2020. A entidade assumirá a execução das obras emergenciais, enquanto o Estado investirá no projeto de restauração do histórico estádio.

O acordo foi anunciado em reunião no MPE, no último dia 17. A federação garantiu que até 15 de janeiro concluirá as intervenções nos setores de segurança, estrutura e hidráulica do estádio, conforme laudos que apontaram deficiências de pequeno e médio graus e ocasionaram a interdição da praça esportiva. A UFMS também entregará nesse prazo as obras de adequações na parte externa do estádio (rampa principal de entrada).

O investimento do Governo do Estado, no valor de R$ 4 milhões, se dará após o Campeonato Estadual, provavelmente em abril, quando será lançado o projeto de reforma completa do Morenão para transformá-lo em uma arena multiuso, anunciou o secretário especial de Governo, Carlos Alberto Assis. “As primeiras intervenções para reabrir o estádio darão o pontapé inicial para sua revitalização e resgate do nosso futebol”, disse o secretário.

União de esforços

A reunião foi coordenada pelo procurador Luiz Eduardo Lemos, que destacou o alinhamento entre entidades e órgãos governamentais na busca de soluções para recuperar o Morenão. Ele explicou que estão em andamento dois procedimentos no MPE, relacionados à interdição do estádio, com base nos laudos técnicos, e ao projeto de reforma, e reafirmou seu otimismo na reabertura do Morenão para o campeonato e na sua macro reforma.

“Todos estão engajados e as obras emergenciais e de restauração serão executadas, este é o nosso entendimento”, afirmou o procurador, destacando o compromisso do governador Reinaldo Azambuja em investir na reformulação estrutural do estádio. “É triste ver hoje o Morenão com portões fechados, quando sabemos que há uma demanda de público, o torcedor tem sede por futebol e podemos assistir de novo aquele estádio vibrar”, frisou.

Durante o encontro, o secretário especial Carlos Alberto Assis e o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, explicaram que as obras de reforma do estádio não foram contratadas ainda, em tempo hábil para início do campeonato, porque o projeto técnico, elaborado pela UFMS, sofreu adequações, em comum acordo com a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), para que não ocorram falhas no processo licitatório.

Resgate do futebol

A reformulação do projeto técnico também atende às novas recomendações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, quanto aos itens de segurança e acessibilidade do estádio, em conformidade com o Estatuto do Torcedor. A obra será licitada no início do próximo ano e os recursos estão garantidos, tendo como fonte o Fundo Estadual de Defesa do Consumidor, vinculado ao Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de MS).

“É determinação do governador Reinaldo Azambuja iniciarmos um grande movimento para resgatar o nosso futebol, que passa, com certeza, pela revitalização do Morenão. A reforma do estádio é um compromisso do governador e estamos cumprindo todas as etapas, com a orientação, parceria e o empenho do MPE e da UFMS. Estamos no caminho certo e o nosso futebol vive um momento muito positivo e especial”, disse Marcelo Miranda.

Falando em nome dos clubes de futebol, o presidente do Operário (Campo Grande), Estevão Petrallas, declarou que os dirigentes saíram da reunião entusiasmados com os compromissos firmados para recuperar o Morenão. “A gente precisava de um governo diferente para fazer isso acontecer e o Reinaldo Azambuja fez acontecer, esse renascer do nosso futebol tem a mão dele”, ressaltou. “O grande vencedor disso tudo será o nosso torcedor.”

Apoio financeiro

Durante o evento, Assis e a Fundesporte anunciaram para os clubes de futebol presentes que, por determinação do governador Reinaldo Azambuja, o aporte financeiro do Estado para as agremiações que disputarão o Estadual será de R$ 820 mil para 2020. O diretor-presidente da fundação, Marcelo Miranda, informou que desde 2015 o Estado apoia os clubes e a verba para o próximo ano tem um acréscimo de 30%.

Presentes à reunião o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Valdir Acosta; procurador-adjunto da Procuradoria Geral do Estado, Ivanildo Silva da Costa; superintendente do Procon/MS, Marcelo Salomão; Luis Mário Penteado, da Agesul; e o pró-reitor de Administração e Infraestrutura da UFMS, Augusto César Portela Malheiros.


Voltar


Comente sobre essa publicação...