Semana On

Sexta-Feira 14.ago.2020

Ano IX - Nº 405

Mato Grosso do Sul

Concessão da MS-306 vai gerar vagas de empregos e progresso para região

Prefeituras vão aumentar arrecadação de ISS, além de poderem contar com modernização e mais emprego para população local

Postado em 10 de Dezembro de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Três mil empregos devem ser gerados com a concessão da MS-306. Segundo o prefeito de Chapadão do Sul, João Carlos Krug, estudos realizados referentes ao projeto pode contribuir com geração de três mil vagas de empregos diretos e indiretos.   

“É com muita alegria que vejo a concretização deste projeto. Esta rodovia é uma das mais importantes de Mato Grosso do Sul e a região tem mesmo que comemorar”, disse krug.

A rodovia MS-306 foi arrematada no último dia 5, pelo valor de outorga de R$ 605,3 milhões. O leilão da malha estadual foi o primeiro do Estado e consolida um dos projetos de concessão que o Escritório de Parceria Estratégica (EPE), do Governo do Estado, vem trabalhando.

O Consórcio Way -306 – liderado pela Bandeirantes Engenharia com as empresas TCL Tecnologia e Construções, Senpar, Torc Terraplanagem e GLP Brasil – garantiu o direito de exploração da MS-306 pelo período de 30 anos. Os recursos serão depositados no Fundersul e devem ser injetados em melhorias de outras estradas da malha rodoviária estadual.

Grande parte do tráfego da rodovia vêm de outros Estados e 70 % transporta produtos das Safras. A rodovia é polo de integração comercial entre Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo, Goiás e Minas Gerais e rota de escoamento de produção de açúcar, álcool, algodão, soja e milho.

“Este é mais um passo para o futuro, são recursos essenciais da outorga que vão ser destinados para outras rodovias, além  dos constantes investimentos ao longo dos 30 anos da concessão”, disse o prefeito de Chapadão que ainda mencionou aumento na arrecadação e mais progresso para a região que também Cassilândia e Costa Rica.

Confiança

A rodovia é a primeira concessão do Governo de Mato Grosso do Sul e abre caminhos para a execução de projetos de Parcerias Público-Privadas (PPPs), avaliou o governador Reinaldo Azambuja.

Situada no Nordeste do Estado, a MS-306 possui 219,5 quilômetros de extensão e atende os municípios de Costa Rica, Chapadão do Sul e Cassilândia – região economicamente conhecida pela produção de açúcar, álcool, algodão, soja, milho, madeira e carne. Quem vai administrar o trecho por um período de 30 anos é o Consórcio Way-360, formado por cinco empresas.

O governador destacou que a entrega da rodovia à iniciativa privada revela a confiança dos investidores nas políticas de desenvolvimento do Estado.

“Isso mostra a credibilidade do projeto, que é bem concebido e organizado, com segurança jurídica. Mostra uma boa regulação e mostra bons investimentos para os próximos anos que vão dar condições de uma rodovia segura, que vai ter, através dessa concessão, 30 anos de investimentos e manutenção. Alivia para o Estado. A outorga vai ser parte para investimento e parte podendo ser revertida para equilíbrio da tarifa. Acho extremamente positivo. Foi elogiado por todos. Ficamos contentes porque é o primeiro de muitos outros que virão aí numa esteira de parcerias privadas, concessões e privatizações”, disse Azambuja.

Estratégia

Com o êxito no primeiro leilão de concessão de rodovia estadual, o Estado consolida a estratégia de promover a melhoria da logística sul-mato-grossense para ganhar mais competitividade.

“Melhoria da logística gera desenvolvimento econômico e é isso que nós estamos buscando no Estado. Essa estratégia do Governo do Estado tem sido exitosa, prova disso são os avanços na questão hidroviária, portuária, ferroviária, na Rota Bioceânica e, agora, na primeira concessão de rodovia estadual”, afirma o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

A rodovia MS-306 é um polo de integração comercial entre os estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo, Goiás e Minas Gerais e importante rota de escoamento de produção de açúcar, álcool, algodão, soja e milho. “O investimento nos 220 quilômetros de rodovia é importante para o agronegócio de Mato Grosso do Sul. Além da melhoria direta nos municípios de Costa Rica, Cassilândia e Chapadão do Sul, teremos um forte impacto no transporte de cargas, com ganhos significativos nesse trecho, que passa a ficar mais rápido e mais seguro, proporcionando mais competitividade aos produtos agrícolas escoados por essa região”, acrescenta o titular da Semagro.

O Consórcio Way -306 – liderado pela Bandeirantes Engenharia com as empresas TCL Tecnologia e Construções, Senpar, Torc Terraplanagem e GLP Brasil – garantiu o direito de exploração da rodovia estadual MS-306 pela outorga de R$ 605,3 milhões. Os recursos serão depositados no Fundersul e devem ser injetados em melhorias de outras estradas da malha rodoviária estadual.

“Com esse leilão de sucesso, o governo consolidou um modelo e já estuda a possibilidade de inserir outras rodovias nesse modelo de investimento em concessão rodoviária. Mas, o mais importante é a percepção desse fato numa estratégia de logística, é a importância da melhoria logística para a competitividade de Mato Grosso do Sul”, finalizou Jaime Verruck.


Voltar


Comente sobre essa publicação...