Semana On

Sexta-Feira 13.dez.2019

Ano VIII - Nº 375

Comportamento

O que acontece com seu cérebro quando você está estressado por causa de dinheiro

Seus problemas financeiros podem estar te deixando doente

Postado em 19 de Novembro de 2019 - Casey Bond - HuffPost US

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

As pessoas estão cada vez mais estressadas. E, em muitos casos, o principal motivo do estresse é dinheiro.

Uma pesquisa recente da Credit Sesame realizada nos Estados Unidos indica que 82% das pessoas que têm dívidas de cartão de crédito estão estressadas, 40% sentem vergonha, em 25% disseram ter chorado por causa da situação.

Mas, se você já teve problemas financeiros, sabe que as consequências vão muito além das lágrimas. De problemas cognitivos a doenças sérias, eis como o estresse provocado pela insegurança em relação ao dinheiro pode afetar sua cabeça e seu corpo.

O mecanismo de “luta ou fuga” se ativa

O mecanismo de “luta ou fuga” foi desenvolvido como um mecanismo de sobrevivência, permitindo que nossos ancestrais reagissem rapidamente diante de ameaças. Quando ele entra em ação, hormônios do estresse (como adrenalina e cortisol) são liberados na corrente sanguínea para ajudar você a lutar pela própria vida ou então fugir para se salvar.

Apesar de hoje em dia você não ter de se preocupar com predadores, as ameaças da vida moderna, como um problema financeiro, podem incitar o mesmo tipo de reação.

“A resposta de ‘luta ou fuga’ cobra um preço alto do corpo. Ela drena as energias”, diz Aimee Daramus, psicóloga de Chicago.

Daramus afirma que esse tipo de estresse pode causar tanta tensão nos músculos a ponto de provocar dores. Ele também afeta o sistema imunológico, fazendo com que você fique mais vulnerável a outras doenças. “Você pode sentir dor de cabeça ou dor de estômago, mesmo que conscientemente não se sinta estressado”, acrescenta ela. 

Você toma decisões erradas

Mesmo que se considere uma pessoa inteligente e racional, sua capacidade de tomar boas decisões é afetada pelo estresse.

“Quando estamos estressados, o fluxo de sangue e a atividade elétrica são reduzidos nos lobos frontais e pré-frontais do cérebro e aumentam nas partes do cérebro responsáveis pela sobrevivência, como a amígdala”, afirma Daramus. Como essas regiões ajudam na solução de problemas, já que são responsáveis pela concentração, planejamento e controle de impulsos, o impacto em seu funcionamento pode afetar a qualidade das decisões que você toma.

Quando você está preocupado com sua situação financeira, as decisões tendem a ser mais impulsivas, movidas pela sobrevivência.

“Agimos de forma rápida e decidida, mas nem sempre tão precisa”, diz Daramus. Você pode tomar um empréstimo com taxas de juros muito altas, por exemplo, para resolver um problema imediato de fluxo de caixa. Ou então pode gastar com coisas que não fazem sentido financeiramente porque isso representa um alívio do estresse.

Aumentam os riscos de ansiedade, depressão e outras doenças mentais

O dinheiro é parte integral de nossas vidas, e a preocupação constante com ele pode levar a sintomas psicológicos mais sérios no futuro. “Podemos ficar muito ansiosos e até mesmo deprimidos”, diz Carla Marie Manly, psicóloga da Califórnia.

Dívidas podem ter forte impacto na saúde mental e, em alguns casos, levar até mesmo a ideias de suicídio.

Uma pesquisa do The Ascent com americanos que deviam mais de 1 000 dólares apontou associações entre felicidade, realização, autoestima e angústia financeira. Por exemplo, 38% dos entrevistados afirmaram que as dívidas interferiam com seu sono, 48% afirmaram que a dívida afetava seu otimismo, enquanto 47% disseram sentir impacto em sua autoestima. Não é surpresa saber que 97% dos entrevistados afirmaram que seriam mais felizes se não tivessem dívidas. 

O estresse crônico pode causar doenças físicas graves

O estresse de curto prazo sem dúvida atinge o corpo e a mente, mas Manly afirma que o estresse crônico pode ter impacto mais sério no longo prazo.

“Quando os níveis de adrenalina e cortisol estão continuamente elevados, ocorrem danos fisiológicos. O resultado disso é que muitas pessoas que sofrem de estresse crônico têm índices mais altos de doenças cardíacas, diabetes, dificuldades para dormir e outros problemas de saúde”, diz Manly. 

Aumentam os riscos de abuso de drogas e vício

Infelizmente, sabe-se que lidar com o estresse e outros problemas de saúde relacionados ao estresse financeiro aumenta o risco de abuso de substâncias. Quem enfrenta problemas financeiros está mais vulnerável ao vício e a recaídas.

Um estudo realizado pela escola de saúde pública da Universidade do Estado de Nova York encontrou uma ligação direta entre o aumento do estresse financeiro e o aumento do consumo de bebidas alcoólicas e cigarros, especialmente entre homens mais velhos.

Um alto nível de estresse também foi considerado indicador potencial do uso continuado de opiáceos, como a heroína. Muitas vezes, o vício traz consigo suas próprias dificuldades financeiras, criando um círculo vicioso de estresse e abuso de substâncias. 

Para quem está em situação de pobreza, a situação é muito pior

Embora os sintomas do estresse financeiro sejam reais e possam ser muito sérios, há uma diferença entre viver esperando o próximo salário e viver na pobreza.

“Quem vive em situação de pobreza não consegue satisfazer suas necessidades básicas”, diz Manly. “Os humanos precisam de abrigo, comida e roupas e saúde. Quando não se tem acesso a isso, a saúde definitivamente sofre.”

Essas consequências para a saúde podem ser especialmente devastadoras para as crianças, acrescenta Daramus. “Ambientes perigosos, casas com gente demais, desnutrição, tudo isso pode causar danos cerebrais difíceis de superar.” As áreas frontal e pré-frontal do cérebro podem não se formar corretamente, o que significa que a criança pode ter menos controle sobre seus impulsos e pensamentos e menos capacidade de atenção e concentração, entre outros problemas.

Não deixe que os problemas financeiros prejudiquem sua saúde

Quando você está com dificuldades financeiras, a sensação pode ser 1000% angustiante. E a verdade é que a solução raramente é simples. Mas isso não significa que não haja solução.

Aconselhamento financeiro: Se você está numa situação complicada demais e não sabe por onde começar, um consultor de crédito pode ajudar. 

Terapia: Se sua saúde mental está sendo afetada por causa de problemas financeiros e estresse, é uma boa ideia trabalhar com um terapeuta. 

Mecanismos saudáveis para lidar com o problema: Quando você se sente estressado o tempo todo, pode ser tentador adotar hábitos prejudiciais que só agravam seus sintomas físicos e mentais. Por isso é importante encontrar métodos simples e saudáveis para administrar o estresse, além de obter ajuda de profissionais. Tente correr, cozinhar, meditar ou praticar outra atividade relaxante que ajude a acalmar os nervos.


Voltar


Comente sobre essa publicação...