Semana On

Quinta-Feira 21.nov.2019

Ano VIII - Nº 372

Cultura e Entretenimento

Vencedor por duas vezes do Grammy Latino, sambista Diogo Nogueira é uma das atrações do Fasp 2019

Palhaço uruguaio traz espetáculo “H2oBoom” para a 15ª edição do Festival América do Sul

Postado em 30 de Outubro de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Indicado ao Grammy Latino por todos os seus álbuns – prêmio que venceu duas vezes, o sambista Diogo Nogueira apresenta no dia 15 de novembro, no 15º Festival América do Sul Pantanal (FASP), o show “Tá faltando o quê” com seus maiores sucessos, são eles: “Alma Boêmia”, “Clareou” e o grande hit “Pé na Areia”, que atualmente tem mais de 31 milhões de visualizações no Youtube. O Fasp acontece de 14 a 17 de novembro em Corumbá – MS.

Artista multimídia, cantor, compositor, instrumentista e apresentador, Diogo Nogueira é um dos principais nomes do atual cenário do samba brasileiro.  Em 2015, ele estreou como ator no musical “SamBRA”, apresentando logo depois, o programa “Samba na Gamboa”, da TV Brasil (também exibido pela TV Cultura). Atualmente, ele comanda o programa de rádio “Batukada Boa”, com uma roda de samba ao vivo, com convidados, na Rádio Transcontinental, em São Paulo. No Rio de Janeiro, o sambista realiza o evento “Samba de Rua” no Viaduto de Madureira.

No show a ser realizado no FASP 2019, às 22 horas, no Palco Integração, Diogo faz homenagem a grandes mestres da Música Popular Brasileira (MPB) como Djavan (“Flor de Lis”, “Avião”, “Fato Consumado” e “Beiral”), Cazuza (“Codinome Beija Flor”), Gonzaguinha (“Sangrando”), Milton Nascimento (“Travessia”), Tim Maia (“Descobridor dos Sete Mares”), a seus mestres no samba, como Zeca Pagodinho (“Cabô meu pai”, “Uma prova de amor” e “Quando a gira, girou”), Roberto Ribeiro (“Inquilino do Universo”) e a seu pai João Nogueira, com “Nó na Madeira”, quando Diogo toca trompete.

No repertório estarão seus sucessos, como a música “Pé na Areia”, além de “Tô fazendo a minha parte”, “Deixa eu te amar”, “Malandro é Malandro e Mané é Mané” e canções que fazem parte do trabalho, Alma Brasileira. Além dessas músicas, o espetáculo também terá os novos singles de Diogo, como o “Tá Faltando o Quê” (seu primeiro lançamento independente) e o “Vapor de Arerê”, lançado no início de abril.

Palhaço uruguaio

Esbanjando criatividade entre balões, água e explosões, o espetáculo “H2oBoom” vem direto do Uruguai para se apresentar pela primeira vez no Festival América do Sul Pantanal, em Corumbá. Estreia na sexta-feira (15.11), às 15h30, na Tenda Rio Paraguai (no Porto Geral) e depois no sábado (16.11), às 17h, na Praça da Independência.

O criador e intérprete uruguaio Mauro Cosenza traz para cena o personagem “El Gran Enano”, um palhaço excêntrico, elétrico e realista, vagando sua mente entre o empírico e o delírio. A direção é de Victor Avalos, artista argentino que já esteve em Mato Grosso do Sul interpretando o famoso Palhaço Tomate.

Mostrando maestria na pesquisa de manipulação de balões e objetos, o palhaço utiliza movimentos do teatro e técnicas de malabarismo para a construção poético-visual do espetáculo, cujas provocações rompem a linha que separa o artista da plateia, possibilitando todos a entrar em seu jogo de cena.

A peça se inicia em tom poético quando balões e mais balões vão aparecendo para compor as cenas e dar vida ao cenário. El Gran Enano, um palhaço excêntrico e habilidoso, realiza com cada balão um estouro, usando bolas de ping-pong, mágica, água e diversas engenhocas que sempre terminam em explosões, gerando um jogo interativo em que artista e plateia conduzem todo o clima do espetáculo.

Com duração de 55 minutos e classificação livre, “H2oBoom” já passou pelos conceituados festivais como 48éme de Rue Festival – Mende, França, Festival de Circo El Glob , Manizales – Colômbia, Festival Internacional dos artistas de rua em Allwetterzoo, Munster – Alemanha, 7º Encontro de Palhaços em Todo Lugar – Ribeirão Preto – Brasil, Satyrianas – São Paulo – Brasil, 17ª e 18ª Convenção de Brasileira Malabarismo e Circo entre outros.


Voltar


Comente sobre essa publicação...