Semana On

Domingo 06.dez.2020

Ano IX - Nº 422

Coluna

Paulo Corrêa mobiliza classe política contra proposta para taxar energia solar

As notícias que fizeram a semana política em MS, com Marco Eusébio

Postado em 23 de Outubro de 2019 - Marco Eusébio

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O presidente da Assembleia, deputado Paulo Corrêa (PSDB), classificou como absurda a proposta da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de alterar as regras e passar a cobrar pela energia solar gerada pelo próprio consumidor por meio de painéis solares. Depois da reação do presidente da Federação das Indústrias de MS (Fiems), Sérgio Longen, contra a medida o deputado afirmou à entidade acreditar que "o presidente Jair Bolsonaro não vai deixar uma barbaridade dessa", e defendeu o apoio da classe política ao movimento contra o texto que visa reduzir incentivos à adesão ao uso da energia solar. "Já estou em contato com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e com o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) para tratar desse assunto e puxar a discussão. O deputado federal Beto Pereira (PSDB-MS) já me ligou. Todas as lideranças estão se mobilizando e iremos fazer a nossa parte para impedir que isso se concretize", afirmou.

Corrêa anuncia apoio para instalação de 'salas lilás' em delegacias do interior de MS

O presidente da Assembleia, deputado Paulo Corrêa, recebeu hoje a visita do delegado-geral da Polícia Civil, Marcelo Vagas, e anunciou a destinação de emendas parlamentares para instalação das chamadas "salas lilás" em delegacias no interior que não têm delegacias especializadas para atendimento de mulheres vítimas de violência doméstica e crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual. "Me comprometi a ajudar na instalação de duas unidades da sala lilás nos municípios de Inocência e Aral Moreira", disse Corrêa. A verba das emendas será destinada à estruturação das salas, compra de equipamentos e mobiliário. Marcelo Vargas afirmou que apesar dos pedidos de prefeitos e vereadores, não há condições de criar uma delegacia nova em cada município. "A solução que tivemos foi a criação dessa sala lilás", afirmou o delegado sobre o projeto de iniciativa da Polícia Civil.

China vai ampliar importação de alimentos produzidos no Brasil, diz Tereza Cristina

A China quer aumentar a compra de alimentos brasileiros, vai importar melão e habilitar novos frigoríficos para fornecimento de carne ao país. Em contrapartida, o Brasil vai importar pera chinesa, disse a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, depois de se reunir ontem com o colega chinês, Han Changfu: "O que o nos foi dito ontem, com muita propriedade, é que eles têm a necessidade (de alimentos), porque estão colocando no mercado de consumo mais de 300 milhões de pessoas. Isso é um outro Brasil que precisa ser alimentado dentro da China.”

"Hoje o mercado de carnes está em ebulição aqui, a necessidade é muito grande. Então, aqueles frigoríficos que estão preparados com os protocolos para exportar para China terão oportunidade, tamanha é a necessidade e a vontade de importar carne do Brasil", afirmou. Na área agrícola, ela disse que há interesse da China no algodão, açúcar e no etanol brasileiros. "Nós temos de aproveitar essa oportunidade, entregando o que eles querem: volume, alimento de qualidade e preços que possam estar ajustados aqui no mercado chinês", completou.

Tereza Cristina, que integra a comitiva do presidente Jair Bolsonaro na Ásia, fará palestra nesta sexta-feira no Seminário Empresarial Brasil-China, sobre as relações do agronegócio entre os dois países. No Twitter, Bolsonaro postou hoje o vídeo abaixo com declarações da ministra e escreveu: "Boas notícias para o Brasil: mais exportação de carne, frutas e vegetais para China em breve: produção, empregos nas áreas e crescimento da economia".

Indicação para Embaixada nos EUA terá tramitação rápida no Senado, diz Nelsinho

O senador Nelsinho trad (PSD-MS), presidente da Comissões de Relações Exteriores (CRA) que tem no Senado a atribuição de avaliar as indicações para embaixadas, disse hoje que aguarda a indicação a ser feita pelo presidente Jair Bolsonaro do diplomata Nelson Forster ao cargo de embaixador do Brasil em Washington, depois da desistência do deputado Eduardo Bolsonaro (leia aqui). "Confirmado, agora estamos aguardando o nome dele ser enviado pelo Itamaraty", disse o senador em áudio (ouça abaixo). Nelsinho afirmou que após a indicação chegar à comissão vai designar um relator e "em quinze dias a sabatina será realizada" para que o nome siga ao plenário, onde os senadores deverão aprovar ou não a indicação para a Embaixada nos Estados Unidos.

Com Paulinho da Força, SD vai confirmar Miglioli pré-candidato em Campo Grande

Com a presença do presidente nacional do partido, o deputado federal Paulinho da Força (SP), o Solidariedade fará neste sábado em Campo Grande sua convenção estadual para oficializar o vereador Papy na presidência regional da sigla e confirmar a filiação do engenheiro Marcelo Miglioli (ex-PSDB) como pré-candidato à Prefeitura da Capital. O ato político que terá a filiação de outros nomes para as eleições municipais do ano que vem será a partir das 9 horas, no Clube União dos Sargentos, no bairro Amambai.

Soraya cobra apoio do DEM ao governo

Em temporada de racha no PSL em que a ala bolsonarista questiona o apoio do grupo ligado a Luciano Bivar ao governo, a presidente da sigla em Mato Grosso do Sul, Soraya Thronicke, cobrou a presença de senadores e deputados do DEM durante a sessão da CPMI das Fake News no Congresso. “Peço à base do governo, especialmente ao DEM, que foi bastante prestigiado com ministérios no governo e a eleição dos presidentes das duas Casas [Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre] por unanimidade pelo PSL, que estejam aqui conosco. Tem muita gente que tem espaço no governo, mas não está aqui", reclamou a senadora que, conforme O Antagonista, emendou: "Isso me incomoda bastante. Porque na hora de segurar a bronca, quem segura é a gente. Nós precisamos cobrar os pais da criança." No Twitter, Soraya reforçou a cobrança dizendo que o DEM propõs o debate, mas "na hora da bronca sobra para os soldados da trincheira" (veja abaixo).

Zeca deixa comando do PT e fará cirurgia

Zeca do PT deixou a presidência estadual do partido e vai se afastar das funções políticas para fazer um tratamento de saúde, disse o deputado Pedro Kemp ao Correio do Estado. O vereador Valdemir Ferreira, de Coxim, vai responder interinamente pelo partido. O ex-governador, conforme Kemp, convocou anunciou que não voltará a disputar o comando do PT e informou que fará uma cirurgia no mês que vem. "Ele continua na militância, mas não quer estar mais à frente. Vai se cuidar um pouco, ele está com problema para andar. Resolver se afastar, cuidar um pouco dele e dos netos", disse Kemp ao jornal.


Voltar


Comente sobre essa publicação...