Semana On

Sexta-Feira 18.out.2019

Ano VIII - Nº 367

Coluna

Manifesto QUASE

O desafio de transformar nossos “quases” em realidade completa

Postado em 02 de Outubro de 2019 - Emerson Merhy

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Quase chegamos lá

Quase a Constituição de 1988 incorporou que o Brasil seria o país do Direito

Quase nos tornamos humanos

Quase nos convencemos que éramos sujeitos de direito e não de consumidores de direito

Quase funcionou

Quase ficamos legal

Quase éramos felizes

Quase o outro seria um enriquecimento em nós

Quase o trabalho foi valorizado

Quase pudemos descansar

Quase ficamos democráticos

Quase os bandidos foram presos

Quase os inocentes ficaram livres

Quase os negros foram libertos

Quase a mortandade indiscriminada dos jovens negros foi equacionada

Quase os indígenas foram respeitados

Quase a floresta foi reconhecida como patrimônio da Terra

Quase os vizinhos foram parceiros

Quase não tivemos medo

Quase fomos felizes

Quase nos tornamos cidadãos e cidadãs

Quase a elite abriu mão de sua ganância

Quase os brancos ficaram menos preconceituosos

Quase a violência armada foi controlada

Quase as forças policiais se tornaram guardiães da cidadania

Quase os assassinos foram condenados

Quase a elite branca corrupta foi encarcerada

Quase o Lula foi dignificado

Quase os juízes foram justos

Quase a educação ficou bacana e para todes

Quase a saúde de cada um e uma se tornou a grande riqueza da Nação

Quase os banqueiros ficaram humanos

Quase a Globo serviu aos interesses de todes

Quase a religião só cuidou de religião

Quase os Pastores pararam de enganar

Quase a milícia foi dominada

Quase não precisávamos mais ser paranoico

Quase me sentia livre

Quase me dava vontade de viver sempre por aqui

Quase ultrapassamos nosso passado miserável, forrado de cadáveres

Quase o Brasil virou um patrimônio da humanidade

Quase fomos respeitados

Quase chegamos lá

Talvez de quase em quase, quase demos uma rasteira em nosso destino infeliz

Quase não sou pessimista e minhas ilusões me convencem

Será?

E os seus “quases”, quais são?

Por Emerson Merhy


Voltar


Comente sobre essa publicação...