Semana On

Domingo 20.out.2019

Ano VIII - Nº 368

Legislativo

Curso de Crochê: Prof. João Rocha visita grupo de mulheres que aprendem nova fonte de renda

O Gabinete do Parlamentar promove às terças e quintas-feiras, o curso de Crochê em barbante

Postado em 02 de Outubro de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O vereador Prof. João Rocha, presidente da Câmara Municipal de Campo Grande visitoua casa da Sra. Tânia Maria da Silva Benitez, no bairro Jardim Columbia.

No local, o Gabinete do Parlamentar promove às terças e quintas-feiras, das 13h às 17 horas, o curso de Crochê em barbante, ministrado pela professora Santina Ribeiro dos Santos, de 64 anos.

De acordo com Tânia Benitez, “o Prof. João Rocha é uma pessoa muito séria, que tem muitos projetos para Campo Grande. Ele quer continuar esse trabalho aqui para a gente. Quero agradecer o Prof. João Rocha por oferecer esse curso para essas mulheres, que vem de diversos bairros, como Caiobá, Vida Nova e Jardim Anache. Saem de longe para vir aqui aprender e não mediram esforços para vir aqui te conhecer hoje”, disse.

Ao todo são atendidas 25 mulheres, que transformaram suas vidas, resgatando-as da depressão, por meio de uma nova fonte de renda. O grupo se reúne para trocar experiências e conhecimento, confeccionado tapetes de cozinha, banheiro, além de bolsas e etc, todos feitos com barbantes coloridos.

Segundo o vereador Prof. João Rocha, “a gente chega aqui e sente a raiz da vida da gente, de onde somos originários. A gente chega num ambiente desse e as energias se renovam, nossas energias se fortalecem. Estamos aqui nos alimentando da energia que vem do coração de vocês e isso é muito especial. Fico grato e feliz de estar aqui hoje com vocês”, ", afirmou o parlamentar.

Para a Dona Santina, apelido carinhoso recebido das alunas, é uma satisfação dar as aulas. "Fico muito feliz de poder ensinar essas mulheres, incentivando-as a terem uma vida melhor, uma renda, muitas aqui saíram da depressão por conta do curso", afirmou a professora, que há 30 anos aprendeu crochê e hoje faz questão de passar os ensinamentos à diante.

Por fim, Zaíra Chaves, uma das alunas do curso, destacou que “para mim está sendo ótimo participar desse curso, onde eu conheci muita gente, é uma terapia. No começo eu quis desistir, mas persisti e continuei vindo. Quero agradecer a Santina que tem muita paciência para nos ensinar e principalmente agradecer a Tânia que todos os dias abre a casa dela para nos receber, isso é muito importante pra gente”, agradeceu.


Voltar


Comente sobre essa publicação...