Semana On

Sábado 23.nov.2019

Ano VIII - Nº 373

Campo Grande

Semana da árvore será comemorada com eventos e plantios de mudas de árvores

As mudas que serão doadas foram produzidas no Viveiro Municipal Flora do Cerrado e reúnem pitanga, acerola, goiaba, jabuticaba, amora, romã e nêspera

Postado em 17 de Setembro de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Prefeitura de Campo Grande celebrará o Dia da Árvore com ações voltadas no sentido de incentivar o plantio e debater os principais desafios na manutenção e presença das árvores no ambiente urbano objetivando a conscientização ambiental do cidadão em relação aos benefícios oferecidos pela arborização urbana.

Ao longo da programação em alusão ao Dia da Árvore a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur), distribuirá mudas de espécies frutíferas, como forma de incentivo ao plantio nos quintais dos imóveis para auxiliar na permeabilidade do solo, além da valorização dessas espécies e do fornecimento das frutas para o consumo.

As mudas que serão doadas foram produzidas no Viveiro Municipal Flora do Cerrado, administrado pela Semadur, sendo mudas de pitanga, acerola, goiaba, jabuticaba, amora, romã e nêspera.

Campo Grande tem hoje tem aproximadamente 250 mil árvores plantadas nos passeios públicos, parques e praças. O secretário municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luís Eduardo Costa, destaca o cuidado oferecido à arborização da Capital.

“Entendemos que a arborização urbana desempenha um importante papel na melhoria da saúde e qualidade de vida da população, sendo além da preservação do meio ambiente. Entre os benefícios podemos citar a melhoria na qualidade do ar, bem-estar psicológico, efeito estético, sombra para pedestres e veículos, proteção contra os ventos, diminuição da poluição sonora, redução do impacto da água da chuva, diminuição da temperatura além da preservação da fauna silvestre. Se bem organizada, a arborização urbana só traz benefícios”, frisa Luis Eduardo.

Já a Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb) iniciará ações ambientais com a população residente no entorno do Córrego Formiga, com objetivo de conservar e preservar os recursos naturais existentes, inclusive na Área de Preservação Permanente (APP) do curso d’água. Em setembro, as ações acontecerão nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) da região.

Além de celebrar é preciso também debater os desafios, expectativas e avanços em relação à arborização urbana. E com esse intuito Campo Grande será sede do 1º Fórum de Arborização MS para Cidades Sustentáveis. Um evento que pretende reunir os saberes e interesses entre o meio científico/acadêmico, as entidades/organizações profissionais e os gestores públicos, para colocar em pauta os principais desafios da presença das árvores nos ambientes urbanos no Estado e debater problemas e soluções, colhendo a contribuição da ciência e da prática, bem como as experiências – exitosas ou não – dos programas e ações voltados à arborização.

Para os gestores, será uma oportunidade de reunir em debate as principais questões e desafios no planejamento e na gestão da arborização pública, conhecendo experiências e tendo o contato com práticas e soluções adequadas de planejamento, manejo e envolvimento cooperativo com a sociedade em busca da sustentabilidade. Para as universidades, aproximará o meio acadêmico dos problemas reais vividos no cotidiano de planejadores e gestores. E para as entidades e organizações profissionais, esse estreitamento de vínculos permitirá subsidiar discussões sobre a educação profissional e colher temas para debate em eventos nacionais.


Voltar


Comente sobre essa publicação...