Semana On

Segunda-Feira 16.set.2019

Ano VIII - Nº 363

Campo Grande

Prefeitura refaz contenção no Sóter e Imbirussu será desassoreado para reduzir risco de alagamento

Em parceria com o Governo do Estado, Prefeitura já promoveu o desassoreamento dos lagos do Parque das Nações

Postado em 13 de Setembro de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Equipes da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) estão trabalhando desde o início da semana na reconstrução de um trecho dos taludes de contenção das  margens do Córrego Sóter, em uma das 4 barragens construídas na Avenida Nelly Martins, na altura da Rua Pernambuco.

Na próxima semana, será iniciada outra  ação preventiva contra enchentes no período de chuvas. A intervenção será  o desassoreamento para aumentar a vazão do Córrego Imbirussu, na região do Jardim Aeroporto,  que impacta diretamente a Vila Popular, um bairro vizinho, onde  parte dos moradores da Rua Rádio Maia sofrem com os alagamentos.

O Sóter também terá intervenção em um local onde no  ano passado, num período  de chuva  intensa, o córrego transbordou e a água se infiltrou por um buraco aberto na estrutura de concreto, levando o aterro sob o qual o concreto foi aplicado.

Numa situação limite, em caso de muita chuva em um espaço curto de tempo, a erosão avançaria, destruiria a parte de gabião construída dentro do canal  e colocaria em risco até mesmo a pista da avenida marginal, segundo o superintendente de Serviços Públicos Públicos, engenheiro civil  Medhi Talayeh.

Para evitar que volte a ocorrer infiltração, será feita uma parede de pedras sobre o barranco, que será coberta por concreto. O Sóter tem cinco represas de contenção que tem a função de retardar a chegada da correnteza  mais a montante,  na região do Shopping, e evitar o transbordamento do Prosa,  que sofre também o impacto dos lagos do Parque das Nações Indígenas.

A Prefeitura, em parceria com o Governo do Estado, já promoveu o desassoreamento  dos lagos do Parque das Nações, retirando mais de 135 mil  metros cúbicos de areia; retirou mais 4 mil metros cúbicos da nascente do Córrego Reveillon na Avenida Mato Grosso. O mesmo serviço foi feito no Córrego Segredo (numa ação preventiva para evitar seu transbordamento na rotatória das avenidas Ernesto Geisel/Rachid Neder, onde recebe as águas do Cascudo).  Atualmente, sete equipes estão trabalhando na limpeza de bocas de lobo (importante para aumentar a captação de enxurrada para o sistema de drenagem).


Voltar


Comente sobre essa publicação...