Semana On

Sábado 21.set.2019

Ano VIII - Nº 364

Mundo

Chanceler paraguaio apura violação de território por polícia do Brasil

Ministério das Relações Exteriores do Paraguai aponta caso de tiros da Polícia Federal brasileira a bombeiros do país vizinho

Postado em 12 de Setembro de 2019 - Carta Capital

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O chanceler do Paraguai Antonio Rivas informou, no último dia 11, que deve convocar uma queixa formal ao Brasil, por violação territorial pela Polícia Federal. A informação é do jornal paraguaio ABC Color.

Rivas se refere ao caso ocorrido na segunda-feira 9, em que a Polícia Federal brasileira teria realizado disparos contra bombeiros paraguaios que tentavam apagar um incêndio no clube privado Paraná Country Club, do distrito de Hernandarias, no país vizinho.

O chanceler diz que não houve recebimento de denúncia oficial. A ação, portanto, foi contatar o consulado em Foz do Iguaçu. Segundo Rivas, a polícia brasileira explicou que perseguia uma lancha que supostamente traficava droga e que houve uma troca de tiros. Eles teriam parado quando os bombeiros foram vistos.

“É chato que tenham atuado dessa forma em território paraguaio”, diz Rivas. “Entramos em contato com as Forças Armadas para saber, pelas autoridades da Marinha paraguaia, sobre o que ocorreu realmente.”

A chancelaria paraguaia argumenta que a ação viola o princípio de soberania do país. Sob o comando de Carlos Alberto Simas Magalhães, a embaixada do Brasil no Paraguai foi procurada pela reportagem, mas ainda não houve resposta.


Voltar


Comente sobre essa publicação...