Semana On

Segunda-Feira 16.set.2019

Ano VIII - Nº 363

Auau Miau

Cientistas geram o primeiro gato clonado da China

Chamado Garlic 2.0, o animal foi criado a partir de células de felino que morreu de causas naturais

Postado em 10 de Setembro de 2019 - Galileu

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Quando o gato Garlic de 2,5 anos faleceu, seu tutor, o chinês Huang Yu, ficou abalado. Mas o rapaz decidiu que não faria uma despedida definitiva do animal. Ele resolver clonar o bicho, que era da raça pelo curto inglês, de origem britânica. 

Para o procedimento, Yu contratou a empresa Cue Sinogene, que já realizou a clonagem de mais de 40 cães. A companhia chinesa utiliza técnicas de clonagem de células somáticas, uma tecnologia relativamente nova.  

“As características reprodutivas e fisiológicas dos gatos são diferentes das da maioria dos animais. Como os gatos não têm ovulação espontânea, são um dos poucos animais indutores de ovulação”, afirmou o veterinário Shi Zhensheng em comunicado. “O ciclo reprodutivo deles é especial e as técnicas de clonagem são difíceis. A operação é complicada. Esse clone é um dos poucos casos de sucesso no mundo, marcando o grande passo da China no campo da clonagem."

Após quase um ano de esforço, os cientistas da Cue Sinogene conseguiram transferir um embrião de Garlic para uma gata que carregou o novo gatinho por 66 dias. Garlic 2.0, como foi chamado, nasceu em 21 de julho de 2019, por meio de nascimento natural. Sua genética é totalmente derivada das células somáticas do gato falecido. 

Os pesquisadores observaram Garlic 2.0 por quase um mês e relataram que ele está em boas condições físicas e não age de maneira diferente dos gatos gerados naturalmente.

O procedimento custou 250 mil yuanes, o equivalente a cerca de US$ 35 mil. Yu disse que o dinheiro valeu a pena. "Seu nome continuará sendo Garlic, porque no meu coração sempre senti que o gatinho clonado é a continuação de sua vida", ele afirmou em entrevista à Cue Sinogene. "Acho que a intenção de cada pessoa de clonar seus animais de estimação será diferente. Cada gato é um indivíduo independente e tem sua própria personalidade."


Voltar


Comente sobre essa publicação...