Semana On

Sexta-Feira 15.nov.2019

Ano VIII - Nº 371

Cultura e Entretenimento

Lídia Coimbra traz para o MARCO a exposição Antropia

Mostra traz 17 telas que retratam a mistura da vida animal com a vida urbana e todos seus elementos que assustam e acolhem

Postado em 04 de Setembro de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

No dia 11 de setembro, às 19h30, a artista visual e designer Lídia Coimbra, conhecida no mundo das artes como 'A Menina do Lápis de Cor', abre a exposição Antropia, com 17 telas que retratam a mistura da vida animal com a vida urbana e todos seus elementos que assustam e acolhem.

A exposição fica aberta para visitações no Museu de Arte Contemporânea (MARCO), no horário de seu funcionamento. Nesta exposição Lídia Coimbra traz artes produzidas em papel, com estilos e técnicas mistas, tendo como base o realismo, criadas com lápis aquarela. As ilustrações originais foram ampliadas em papel canson e coladas em um fundo aerografado com tinta nanquim ou acrílica.

Com inspiração na natureza, Lídia produz sua arte vivenciando de perto os encantos da natureza. Ela se aproveita do local em que morou até ano passado e visita quase que toda semana, num sítio, para percepção das sutilezas selvagens pouco vistas pelo olho humano ou que na correria o ser racional acaba não parando para apreciar. Com muito colorido e realismo, Lídia encanta com seus contornos e cores.

Com a exposição Antropia, A Menina do Lápis de Cor provoca no expectador uma busca pela reflexão do certo caos imposto pela atividade humana na fauna que ao mesmo tempo em que se sente abalada também consegue se manter nos locais mais impensados pela mente humana, na lei da sobrevivência. "Esta antropia, interação dos animais com seres humanos, faz parte do cotidiano do sul-mato-grossense. Basta você ver uma arara num poste de luz, uma capivara cruzando a rua, uma flor que nasce no meio do asfalto", explica a artista que há 20 anos se dedica às artes plásticas, designer e artes digitais.

Serviço

O MARCO fica na Rua Antônio Maria Coelho, 600 – Carandá Bosque – Parque das Nações Indígenas. Informações 3326-7449.


Voltar


Comente sobre essa publicação...