Semana On

Sábado 14.dez.2019

Ano VIII - Nº 375

Brasil

Rosana Pinheiro-Machado fala sobre saída do Brasil

“Não me sinto mais segura na rua”, afirma a articulista do The Intercept_Brasil

Postado em 30 de Agosto de 2019 - Luís Eduardo Gomes – Sul 21

Rosana Pinheiro-Machado relatou ao Sul21 o histórico de ameaças que vêm sofrendo. Foto: Joana Berwanger - Sul21 Rosana Pinheiro-Machado relatou ao Sul21 o histórico de ameaças que vêm sofrendo. Foto: Joana Berwanger - Sul21

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A professora, escritora e articulista do The Intercept Brasil Rosana Pinheiro-Machado anunciou no último dia 28, em suas redes sociais, que está deixando o Brasil para assumir uma posição em uma instituição de ensino na Europa, que ela pretende manter em segredo. Rosana diz que não sabe se pode considerar o seu caso como mais um episódio de “auto-exílio” em tempos bolsonaristas, assim como o de outras pessoas contrárias ao governo que deixaram o País recentemente – como a professora Débora Diniz e o ex-deputado Jean Wyllys -, após receberem ameaças, mas afirma que estava a sua situação já estava ficando insustentável devido ao nível de mensagens ofensivas e ameaçadoras que ela vinha recebendo.

Rosana avalia que a sua decisão de deixar o País é uma combinação da crise econômica com a política. “O que é escolha, na verdade? Ainda é muito confuso para mim o quanto eu tive escolha para ficar. Tenho 12 anos de doutorado e não tinha vagas para a minha qualificação. Num país em condições normais, eu imagino que certamente teria tido oportunidades”, diz.


Voltar


Comente sobre essa publicação...