Semana On

Terça-Feira 19.nov.2019

Ano VIII - Nº 372

Legislativo

Assembleia lança concurso que premiará profissionais da Comunicação

O prêmio tem como tema “40 anos de promulgação da primeira Constituição Estadual”

Postado em 28 de Agosto de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Profissionais de Comunicação do Estado já podem separar suas matérias ou pensar pautas para novas reportagens para o 1º Prêmio de Jornalismo da Assembleia Legislativa, lançado no último dia 27 no Plenário Deputado Júlio Maia, na Casa de Leis. O Ato da Mesa Diretora, com o regulamento do concurso, foi assinado hoje pelo presidente, deputado Paulo Corrêa (PSDB), e será publicado, nesta quarta-feira (28), no Diário Oficial do Parlamento estadual.

O prêmio, que tem como tema “40 anos de promulgação da primeira Constituição Estadual”, reconhecerá os melhores trabalhos nas categorias jornalismo impresso (jornais e revistas), telejornalismo, radiojornalismo, webjornalismo e fotojornalismo. As matérias e fotos devem abordar atividades parlamentares, assuntos debatidos em plenário, comissões e audiências públicas, relacionados, entre outras temáticas, a meio ambiente, segurança, direitos humanos, saúde, educação, economia e práticas de cidadania, a partir de diretrizes estabelecidas pela Constituição Estadual.

“A produção jornalística é muito importante”, considerou o deputado Paulo Corrêa. “Serão matérias voltadas a mostrar o trabalho dos deputados, que, em conjunto, estamos comemorando os 40 anos da promulgação da nossa primeira Constituição”, disse o parlamentar. “Nós, da Mesa Diretora, apresentamos o projeto e os 24 deputados o assinaram. Diversos órgãos já fizeram prêmio de jornalismo. E a Assembleia achou, por bem, neste ano, valorizar quem está fazendo matérias positivas sobre o trabalho legislativo. É uma forma de mostrar nosso respeito aos jornalistas de Mato Grosso do Sul. Fico muito feliz com esse momento”, completou.

O deputado Marçal Filho (PSDB), que é profissional da Comunicação, destacou as mudanças na relação entre os jornais e a sociedade. “As pessoas estão mais críticas, verificam as notícias, se o que foi noticiado é fato ou não. Isso é importante. Acabou fortalecendo o trabalho dos jornalistas. Esse prêmio, então, vem em boa hora, visando valorizar os profissionais, que fazem com seriedade o seu trabalho”, comentou.

O prêmio surgiu de proposta discutida pelo setor de Comunicação da Assembleia Legislativa, conforme salientou Maurício Picarelli, gerente de TV e Rádio da Casa de Leis . “A ideia foi de toda equipe de Comunicação da Casa. Levamos até o presidente, que abraçou essa ideia em um momento que precisamos valorizar a imprensa. E para isso nada melhor do que um prêmio de jornalismo. Com certeza, no final do ano, faremos uma grande festa em homenagem aos jornalistas que cobrem a nossa Casa”, afirmou Picarelli.

A reunião contou com a presença de profissionais da imprensa. Entre eles, estava o jornalista Élvio Lopes, da sucursal de Campo Grande do jornal “O Progresso”. Para ele, o mais importante do prêmio é o fato de ser da Assembleia. “O Legislativo representa o povo, a população de Mato Grosso do Sul. Então, a importância desse prêmio não está só na questão financeira, mas por ser uma iniciativa da Casa que representa a população do Estado. Certamente, haverá grande participação. Há muitos fatos já noticiados e tantos outros que poderão ser noticiados até a data final das inscrições. A concorrência será grande, acredito”, opinou o jornalista.

O prêmio pagará o total de R$ 35 mil, valor dividido entre os três melhores trabalhos das cinco categorias. O primeiro colocado de cada categoria receberá R$ 4 mil, o segundo, R$ 2 mil e o profissional que ficar em terceiro lugar terá o prêmio de R$ 1 mil. As inscrições têm início na próxima semana.


Voltar


Comente sobre essa publicação...