Semana On

Quinta-Feira 14.nov.2019

Ano VIII - Nº 371

Campo Grande

Iluminação de LED da Orla leva segurança aos moradores da Orla Morena

Expectativa é que nos próximos dois anos sejam instaladas 46.250 lâmpadas de LED, sendo 15 mil só nas saídas da cidade

Postado em 21 de Agosto de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Foi com muita animação e música que a Prefeitura de Campo Grande entregou a nova iluminação da Orla Morena, da Praça Newton Cavalcante e de toda extensão da Avenida Duque Caxias e do seu prolongamento na Avenida Solon Padilha até a rotatória do macronel no Indubrasil. Com o grupo de dança do “Movimenta Campo Grande”, o prefeito Marquinhos Trad, o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos Rudi Fiorese, e o secretário municipal de Esporte Rodrigo Terra participaram da solenidade na Orla Morena, entre outras autoridades, na noite do último dia 20.

A Prefeitura soma 2.582 lâmpadas de LED instaladas desde que iniciou há três semanas a substituição das lâmpadas de vapor de sódio nas saídas da cidade. Quem mora na região aprovou e acredita que a mudança trará mais segurança.

Dona Neide Sales, do lar, mora bem próxima da Orla, ela disse que a iluminação ficou maravilhosa. “A gente até estranhou, porque iluminou mais, ficou bem melhor. Tinham roubado os fios aqui, agora não, têm lâmpadas boas de led, ficou bem clarinho, deu mais segurança”, afirmou.

Já a companheira dela de caminha, dona Roseli Aparecida Crepaldi, falou que a iluminação em led deixou a Orla bem mais clara para o pessoal fazer exercício físico. “A gente sai do serviço e já vem pra cá direto, que já está iluminado à noite. Ficou maravilhoso! Sempre venho caminhar e agora está muito melhor!”, frisou.

A expectativa é que nos próximos dois anos sejam instaladas 46.250 lâmpadas de LED, sendo 15 mil só nas saídas da cidade. Para o prefeito, a meta é terminar o mandato com a rede de iluminação pública da cidade com mais de 62 mil lâmpadas de LED.

“Encontramos a cidade com aproximadamente 4 mil lâmpadas de LED, conseguimos destravar no Tribunal de Contas a utilização de 16 mil que estavam encalhadas no pátio da Secretaria de Infraestrutura e com essas 46.250 que vamos adquirir  até dezembro de 2020, atingiremos esta meta. Nada melhor do que luz, porque afinal de contas quando estamos em algum lugar sem encontrar uma saída a gente procura uma luz”, avaliou.

Segundo levantamento da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, na Orla Morena foram instaladas 580 lâmpadas de 120 w, 286 na Avenida  Afonso Pena, 840 luminárias na Avenida Duque de Caxias/ Solon Padilha (de 50, 120 e 150 w) e 150 lâmpadas de 120 w, na Praça Newton Cavalcante. A Avenida Cônsul Assaf Trad, saída para Cuiabá, recebeu 346  lâmpadas.

O advogado Munir Sayegh, morador da Orla, disse que tem acompanhado as modificações que a Prefeitura tem feito na cidade e quis agradecer pela iluminação pública de led, pela modernização do palco, pela sinalização horizontal e vertical ao longo do parque linear.

“Permitiu que não houvesse veículos automotores de madrugada que traziam transtornos aos moradores que não conseguiam dormir. Quero agradecer também à Funesp por essa academia ao ar livre, que oportuniza aos moradores atividades físicas e a ocupação deste lugar. E principalmente à Guarda Municipal que tem nos dados segurança diuturnamente, para que os moradores e suas famílias possam circular livremente”, afirmou.

Além das avenidas, outra prioridade é melhorar a iluminação das principais praças e parques. Nos últimos 60 dias, já foram instaladas 633 lâmpadas em praças como a Ari Coelho, no centro da cidade; Praça da Paz e Augusto Campos Braga, no Carandá Bosque; pista de caminhada da  Vila Nasser, na Rua Lindoia, além dos terminais de ônibus Bandeirantes e Guaicurus.  A pista de caminhada do conjunto União recebeu 16 lâmpadas de 150 w.

O secretário Rudi Fiorese disse que teve a oportunidade de participar da obra na execução da Orla no ano de 2010, e hoje estava ali vendo mais uma melhoria para as pessoas continuarem desfrutando cada vez mais e cada vez melhor.

Ele ainda contou que já foi iniciado um processo de licitação de melhorias para a Orla, que e em poucos meses já terão a oportunidade de fazer melhorias na acessibilidade, nos corrimãos, guarda corpo, no piso de petit pavet, entre outros.

Já o secretário Rodrigo Terra contou que o projeto “Movimenta Campo Grande”, que tem atividades na Orla todas segunda e quarta de manhã, e terças e quintas à tarde, com 4 modalidades diferentes, hoje está em 69 locais diferentes da cidade, com 49 modalidades, somando quase 25 mil pessoas inscritas no projeto.

“São inúmeras pessoas inscritas. Esse espaço é um dos mais importantes da nossa cidade para a prática de esporte e lazer”, finalizou.

Planejamento

O planejamento da Prefeitura prevê a instalação, até o final de 2020, 46.250 lâmpadas de LED,  que passarão a representar 57% dos 110 mil pontos da iluminação pública da cidade.  Atualmente, só 15% (16.500 lâmpadas) da iluminação da capital (com 110 mil pontos) é feita com lâmpadas de LED. Serão investidos R$ 25 milhões na compra das lâmpadas e mais R$ 6 milhões na instalação.

Quando todas as 62.850 lâmpadas estiverem funcionando, a economia anual será de R$ 14 milhões com consumo de energia e manutenção. O estudo de viabilidade técnico-econômico,  elaborado pela Divisão de Iluminação Pública da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), mostra que o gasto médio por lâmpada com energia elétrica, onde houver a substituição, vai cair 42,72%, de R$ 28,86 para R$ 16,53 por lâmpada, enquanto a despesa com a manutenção de lâmpadas terá redução de 65,97%, de R$ 14,05 para R$ 4,78 por lâmpada.

Esta economia é possível porque enquanto uma lâmpada a vapor de sódio funciona de 15 a 30 mil horas, precisando ser substituída, aproximadamente quatro anos após ser instalada, as de LED podem durar até 50 mil horas, ou equivalente a 12 anos de vida útil, gerando economia com mão de obra e material. O resultado é que a despesa mensal com a substituição de lâmpadas queimadas baixará de R$ 649,8 mil para R$ 221 mil, economia de R$ 428,7 mil. Esta conta, ressalta-se , refere-se apenas as 46.250 lâmpadas que serão trocadas.

Atualmente, o consumo de energia elétrica destes 46.250 pontos de iluminação que receberão lâmpadas de LED tem um custo mensal R$ 1.334.775,00. Com a troca, a despesa vai cair para R$ 764.512,50, uma economia de R$ 570,2 mil por mês.  Esta economia é possível porque as lâmpadas de LED gastam, em média, 42,73% menos energia que as de sódio. Com esta projeção, o investimento de R$ 31 milhões na compra e instalação das lâmpadas será pago em menos de três anos, para ser mais exato, em dois anos e sete meses, tomando como base a economia mensal estimada em R$ 996 mil.


Voltar


Comente sobre essa publicação...