Semana On

Segunda-Feira 22.jul.2019

Ano VII - Nº 356

Campo Grande

Prefeitura inicia campanha para vacinação de 200 mil cães e gatos

As doses são gratuitas e protegem os animais contra a raiva, que é fatal

Postado em 20 de Junho de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Mais de 200 mil doses de vacina antirrábica estão disponíveis para a vacinação de cães e gatos em Campo Grande. A campanha de Vacinação foi lançada na quarta-feira (19) pelo prefeito Marquinhos Trad, que estava acompanhado do secretário Municipal de Saúde, José Mauro Filho.

Marquinhos enfatizou que este é mais um evento público que tem a finalidade de preservar a vida. “Este é um trabalho que salva as vidas e atendem todas as famílias. Agradeço aos servidores do CCZ, no qual estão trabalhando pela saúde da população e o bem estar dos animais”, declarou.

De acordo com a coordenadora Municipal de CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), Iara Helena Domingues, a única forma de manter o controle da doença em Campo Grande é com a vacinação dos animais.

“As doses são gratuitas e protegem os animais contra a raiva, que é fatal. Temos um serviço muito bom e atendemos todas as pessoas que procuram o CCZ. Os funcionários estarão uniformizados e com identificação para serem recebidos pelos moradores para vacinação dos animais”, diz Iara.

O Secretário Municipal de Saúde, José Mauro Filho, destaca que vacinação vai acontecer de casa em casa, sendo importante que os donos de animais recebam em seus domicílios os servidores do CCZ, que estarão identificados com crachá e uniforme.

“A vacinação é única forma de proteção contra a raiva. Cães e felinos, a partir de três meses, devem receber as doses, inclusive cadelas e gatas prenhas ou em lactação. Nossa meta é vacinar pelo menos 80% da população animal em Campo Grande”,  reforça José Mauro.

O último caso de raiva humana no Município foi registrado em 1968. Já em cães e gatos, o último caso ocorreu 1988, onde após 23 anos, ocorreu um caso isolado em 2011 de raiva canina, cujo cão adquirira a doença por meio do contato com um morcego contaminado com o vírus.

O vereador Francisco destaca que as instalações do CCZ é um local amplo e atende toda a demanda. Especificamente a vacinação dos animais.

“A raiva está sob controle, mas é necessária a vacinação dos animais para que eles fiquem livres da raiva”, frisa Francisco.

O evento contou com a presença do vereador Eduardo Cury, que faz parte da comissão de bem-estar animal da Câmara Municipal de Campo Grande.

Atendimento no CCZ

Os donos de animais indicados para vacinação também podem levá-los até o CCZ, que funciona todos os dias da semana, das 7h às 21h, sendo que sábados, domingos e feriados, a abertura ocorre uma hora mais cedo.


Voltar


Comente sobre essa publicação...