Semana On

Quarta-Feira 23.out.2019

Ano VIII - Nº 368

Campo Grande

Casa da Mulher Brasileira de Campo Grande será referência para São Paulo

CMB recebeu a visita da coordenadora Municipal de Políticas para Mulher de São Paulo, Ana Cristina de Souza

Postado em 11 de Junho de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Mais uma vez a CMB (Casa da Mulher Brasileira) é referência para outro estado. Desta vez, quem veio a Campo Grande foi a coordenadora Municipal de Políticas para Mulher de São Paulo, Ana Cristina de Souza, no qual foi recebida pela subsecretária de Políticas para a Mulher, Carla Stefanini e pela coordenadora da Casa da Mulher Brasileira em Campo Grande, Tai Loschi.

A Subsecretária de Políticas para a Mulher Carla Stephanini fez a honras e demonstrou a satisfação de receber a representante da mulher paulista Ana Cristina de Souza.

“É com grande satisfação que recebemos Ana Cristina de São Paulo no qual está trabalhando para implantar a CMB na Capital do Estado de São Paulo. É sempre bem vindo receber visitas como esta para conhecer nossos serviços de acolhimento às mulheres. Temos a satisfação de podermos contribuir para a capital de são Paulo com o que fazemos em Campo Grande. Temos um serviço integrado e passamos a ela que é possível atender as mulheres com integralidade”, disse Carla.

A coordenadora da Casa da Mulher Brasileira, Tai Loschi, que representa o Governo Federal em Campo Grande, disse que é sempre bom apresentar os trabalhos desenvolvidos às mulheres da Capital.

“Trabalhamos na defesa da mulher e temos o compromisso que esses serviços funcionem com qualidade e com isso nós tivemos o reconhecimento de nossa colega Ana Cristina que trabalha com políticas públicas para as mulheres no Estado de São Paulo”, diz Tai.

A Coordenadora Municipal de Políticas para Mulher de São Paulo, Ana Cristina de Souza visitou as instalações da CMB de Campo Grande e aprovou os serviços.

“Quando o estado adere ao programa da CMB sabemos que têm uma diretriz a ser cumprida. Nós da capital São Paulo entendemos que esta visita é muito importante. Vamos entender a realidade de Campo Grande até porque a CBM daqui é uma realidade. Quando falamos dos equipamentos de uma casa que é administrada pelo município é diferente da experiência da CMB administradas pelo estado. Esta casa é o modelo que será implantado em São Paulo. Então nós vimos a necessidade de visitar o funcionamento dessas instalações que será um referência para nós”, finalizou.

Casa da Mulher Brasileira

A Casa da Mulher Brasileira oferece atendimento à mulher em situação de violência, concentrando em um mesmo local os serviços essenciais: acolhimento e triagem, Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), equipe multidisciplinar (psicólogas e assistentes sociais), Promotoria e Defensoria Pública e a 1ª Vara de Medidas Protetivas do País, além de abrigo de passagem, brinquedoteca, orientação ao trabalho e central de transportes.


Voltar


Comente sobre essa publicação...