Semana On

Sexta-Feira 13.dez.2019

Ano VIII - Nº 374

Mato Grosso do Sul

Rota Bioceânica: projeto de Paranaíba será referência para ponte sobre o Rio Paraguai

Estimativa da Itaipu Binacional é que a nova ponte entre Brasil e Paraguai, entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta, seja entregue em 2022

Postado em 07 de Junho de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A construção da ponte rodoviária entre Brasil e Paraguai, ligando as cidades de Porto Murtinho e Carmelo Peralta, dentro da Rota Bioceânica, terá como modelo a travessia de Porto de Alencastro, que conecta Paranaíba a Carneirinho (MG). Nesta semana, engenheiros da Itaipu Binacional, que financia a construção, visitaram o local para conferir a estrutura da obra.

Segundo o engenheiro Panfilo Benitez Estigarribia, o formato estaiada da travessia, suspensa por cabos, facilita a navegação de embarcações e dá mais segurança aos usuários. Nas próximas semanas, a Itaipu Paraguai dará início ao processo licitatório para definir o projeto da ponte. O Conselho da estatal já autorizou a abertura do pregão.

Dois processos licitatórios serão abertos para a edificação do canal rodoviário. O primeiro para seleção da empresa que vai desenhar o projeto da ponte e o segundo para definir a construtora que vai executar a obra. A empresa vencedora do primeiro pregão vai fiscalizar o trabalho da selecionada na segunda.

Na semana que vem, governador Reinaldo Azambuja vai se reunir com o ministro de Infraestrutura do Brasil, Tarcísio Gomes de Freitas, e com técnicos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para tratar da liberação de recursos para a construção do anel viário que ligará a ponte sobre o Rio Paraguai com a rodovia BR-267.

A intenção é articular a liberação de recursos de emendas impositivas do Orçamento Geral da União (OGU), em 2020, para execução da obra do contorno. Outro ponto que será abordado no encontro é o estudo de viabilidade e impacto ambiental, elaborado pelo Dnit, que vai subsidiar o governo paraguaio na construção da travessia rodoviária da Rota Bioceânica.

Para agosto deste ano está prevista uma nova rodada de reuniões entre todos os países da Rota Biocêanica (Brasil, Paraguai, Argentina e Chile) para discutir o andamento dos projetos de infraestrutura, integração e turismo. O encontro será realizado em Campo Grande.

Ponte sobre o Rio Paraguai

Estimativa da Itaipu Binacional é que a nova ponte entre Brasil e Paraguai, entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta, tenha custo de US$ 75 milhões. A travessia terá erá 680 metros de cumprimento e deve ser entregue em 2022.


Voltar


Comente sobre essa publicação...