Semana On

Quarta-Feira 13.nov.2019

Ano VIII - Nº 371

Campo Grande

Com recurso de emenda impositiva, Prefeitura planeja recapear 35 km de vias

Marquinhos cumpriu agenda em Brasília em busca de recursos

Postado em 23 de Maio de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, cumpriu agenda em Brasília, e visitou os ministérios do Turismo e do Desenvolvimento Regional em busca de recursos para recapeamento, continuidade de obras e novos projetos para Campo Grande.

No Ministério do Desenvolvimento Regional, o prefeito se reuniu com o secretário-executivo Antônio Carlos Futuro, onde falou sobre a continuidade das obras de revitalização do Rio Anhandui e liberação de recursos para recapeamento de 35 quilômetros de vias em Campo Grande.

“É um recurso muito importante para a nossa cidade, porque além de garantir um trânsito melhor, gera economia. São ruas que têm em comum, além do tráfego intenso,  o asfalto desgastado, que gera um custo muito alto com tapa-buraco, uma medida paliativa. Com o recapeamento, nós realizamos o serviço adequado para recuperação das ruas da nossa Capital”, declarou o prefeito Marquinhos Trad.

O prefeito, acompanhado do Secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, e da diretora executiva de planejamento e gestão estratégica da Prefeitura de Campo Grande, Catiana Sabadin, também visitou o Ministério Turismo, para conhecer os projetos de interesse do Governo Federal que podem atender a Capital.

Recapeamento

A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos já tem definido 35 quilômetros de vias urbanas estruturais que serão recapeadas em cinco regiões urbanas de Campo Grande, com os R$ 22 milhões de uma emenda da bancada federal de Mato Grosso do Sul no Congresso.

A emenda impositiva (de liberação obrigatória) ao OGU (Orçamento Geral da União),  foi tema da audiência que o prefeito Marquinhos Trad, acompanhado de secretários, teve com o ministro do Desenvolvimento nesta terça-feira.

Os recursos do OGU atenderão na região do Anhanduizinho, por exemplo, quatro das principais vias de acesso a alguns dos bairros mais populosos de Campo Grande. Haverá recomposição do pavimento  numa extensão de 6,3 quilômetros, abrangendo  os 3,1 quilômetros no Aero Rancho,  começando na Avenida Campestre, cruzamento com a Avenida Gunter Hans (saída para Sidrolândia) e seu prolongamento, a Rua Santa Quitéria, até a Rua Divisão.

Ainda na região urbana do Anhandui, será refeito o asfalto da Rua Lagoa da Prata (entre a Santa Quitéria e Avenida Guaicurus)  e  da Rua da Divisão (entre as ruas Eva Peron e Avenida Aranha).

O mesmo serviço está programado para uma extensão de  850 metros da  Ana Luiza de Souza (entre a Francisco dos Anjos e a Rua dos Gonçalves. Esta é a principal via comercial  e atravessa praticamente o Bairro Pioneiros.

Na região do Bandeira, está programada a execução de 8,1 quilômetros de recapeamento, abrangendo trecho de seis ruas: Paraisópolis, Júlio Verne, dos Democráticos, Professor Hilário da rocha, Vitor Meirelles e Rua Santa Santana. Nos 650 metros em situação mais crítica da Rua Júlio Verne (entre a Dr. Werneck e Avenida Gury Marques), o gasto médio anual com tapa buraco é de R$ 14,7 mil.

Na região urbana do Centro, os recursos do OGU vão garantir a execução de 1,450 km de recapeamento, incluindo trechos das ruas Dona Ambrosina; Levinda Ferreira; Presidente Castelo Branco e Avenida Monte Castelo, ligação da Mascarenhas de Moraes com a Rachid Neder.

Na região do Prosa, está planejada a recuperação de 10,6 quilômetros de vias, incluindo as ruas Jeribá; Hermelita de Oliveira Gomes; Paulo Machado; Pedro Martins; Olímpio Klafke; Capiatã; Giocondo; Autnomista e Luciana.

No Imbirussu, está prevista (com os recursos da emenda coletiva) o recapeamento de 8,5 quilômetros, cobrindo oito vias importantes no sistema viário da região. Será recapeada a Avenida Capibaribe (ligação entre as avenidas Julio de Castilho e Duque de Caxias); Yokoama; Taquari; Ministro José Linhares; Presidente Café Filho; Avenida Murilo Rolim Junior e Rua dos Andradas, ligações entre as avenidas Duque de Caxias e Julio de Castilho.


Voltar


Comente sobre essa publicação...