Semana On

Segunda-Feira 18.nov.2019

Ano VIII - Nº 372

Legislativo

Eduardo Romero alerta para biodiversidade de Campo Grande

Mais do que a lei, o que torna o trânsito seguro é a mudança comportamental, afirma

Postado em 15 de Maio de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Mais do que a lei, o que torna o trânsito seguro é a mudança comportamental. As campanhas do Maio Amarelo, que são dedicadas para chamar atenção sobre o número de mortes e feridos no trânsito, há também a discussão sobre que comportamento o cidadão, motorizado ou não, tem em relação às características da sua cidade. O alerta é do vereador Eduardo Romero (Rede), vice-presidente da Comissão Permanente de Meio Ambiente da Câmara Municipal.

Eduardo Romero destaca que Campo Grande conserva muitas áreas verdes, tem 33 córregos espalhados em 10 microbacias e são 112 áreas verdes. E dentro deste contexto, há milhares de animais silvestres que fazem da área urbana seu quintal. Capivaras, quatis, aves, além dos animais domésticos pelas ruas abandonados ou com descuido de cautela dos donos circulam livremente.  Levando em conta toda esta diversidade viva, o parlamentar alerta para os riscos de atropelamentos que podem, inclusive, resultar em danos materiais, perda de vidas animais e humanas.

O vereador destaca que o trânsito é de todos e para todos independente de utilizar veículo ou não, levando em conta a máxima do trânsito que o maior é responsável pelo menor. ‘Não há como mudar ou sanar os problemas de mobilidade urbana por meio da lei, se o comportamento dos seres racionais não mudar.’

Vale lembrar que em levantamento divulgado pela Seguradora Líder, responsável nacionalmente pelo gerenciamento do seguro DPVAT, Mato Grosso do Sul é um dos nove estados brasileiros pesquisados que ocorrem mais mortes no trânsito do que por crimes violentos (homicídio, latrocínio, lesão corporal seguida de morte), em 2018, levando em conta os seguros pagos. Em 2018 foram 601 mortes no trânsito e 480 crimes violentos no Estado, conforme a seguradora.


Voltar


Comente sobre essa publicação...