Semana On

Domingo 20.out.2019

Ano VIII - Nº 368

Viver bem

Andar um pouquinho por semana diminui a chance de morrer prematuramente

Fazer caminhadas de 10 minutos a 1 hora pode reduzir em 18% o risco de sofrer doenças do coração ou o desenvolvimento de tipos de câncer

Postado em 09 de Abril de 2019 - Super Interessante

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Fazer uma breve caminhada uma ou duas vezes por semana reduz o risco de morrer de doenças do coração, infarto ou câncer. Foi o que concluiu um estudo estatístico feito por um time de cientistas, conduzidos por Bo Xi, pesquisador do Departamento de Epidemiologia da Universidade de Shandong, de Jinan, China.

A pesquisa, publicada no British Journal of Sports Medicine, foi feita com dados a partir da prática de exercícios físicos, coletados nos Estados Unidos, nas Pesquisas das Entrevistas Nacionais de Saúde, entre 1997 e 2008. Então, os números foram comparados com a quantidade de mortes registradas durante o ano de 2011.

Quando comparados às pessoas que não praticaram nenhuma atividade física, os participantes do estudo que relataram ter caminhado de 10 minutos até uma hora tiveram uma redução de 18% no risco de morte por doenças.

Quem realizou exercícios moderados de duas horas e meia até cinco horas por semana – quebrados em segmentos de dez minutos - apresentou 31% menos risco de morrer por doenças. Ainda, quem fez pelo menos 25 horas desses exercícios teve esse risco reduzido pela metade. 

Segundo os pesquisadores, participantes que fizeram atividades que aceleram os batimentos cardíacos, como andar de bicicleta, correr ou praticar esportes competitivos, apresentaram maior eficiência de tempo ao realizar essas atividades físicas do que atividades de intensidades moderadas.  No entanto, não houve nenhum benefício em termos de redução de incidência de doenças cardiovasculares para quem fez as atividades de 5 a 25 horas. 

Em comunicado, os autores do estudo alertam para o fato de que ele foi realizado com base observacional. Os dados foram auto-declarados pelos participantes, o que é uma fraqueza metodológica; mas, devido à amostra ser ampla - quase 90 mil pessoas contribuíram para o estudo - a pesquisa teria compensado essas limitações.


Voltar


Comente sobre essa publicação...