Semana On

Sexta-Feira 13.dez.2019

Ano VIII - Nº 374

Legislativo

Lei do Prof. João Rocha garante atendimento preferencial a autistas na Capital

A lei exige que os estabelecimentos públicos e privados incluam nas placas de atendimento prioritário o símbolo mundial do Transtorno Espectro Autista

Postado em 03 de Abril de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Pessoas com TEA (Transtorno Espectro Autista) têm direito, por lei, ao atendimento preferencial nos estabelecimentos públicos e privados do município de Campo Grande. Autor da norma, o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Prof. João Rocha, voltou a destacar a relevância da proposta, já que, no último dia 2, foi celebrado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo.

“A prioridade dos autistas induz ao conforto, possibilitando a redução da tensão própria e de seus parentes na realização de tarefas do cotidiano. O maior fluxo de pessoas nos centros comerciais, supermercados e até mesmo nos bancos pode ocasionar uma demora excessiva a estes pacientes”, destacou o parlamentar. 

A lei, elaborada em parceria com o vereador Papy, foi sancionada no dia 4 de dezembro de 2017, e já é aplicada em diversos estabelecimentos comerciais de Campo Grande. “As pessoas com o transtorno são muitas vezes julgadas como desobedientes quando apresentam quadro de inquietude, por exemplo. Ter preferência no atendimento irá facilitar o dia a dia das mães e pais de autistas. Mais uma medida que tomamos em prol da inclusão social na Capital”, defende Papy.

A lei exige que os estabelecimentos públicos e privados incluam nas placas de atendimento prioritário o símbolo mundial do Transtorno Espectro Autista: supermercados, bancos, farmácias, bares, restaurantes, lojas em geral e similares. Segundo uma pesquisa realizada pelo IBGE em 2014, existem cerca de 9 mil pessoas com TEA em Campo Grande.


Voltar


Comente sobre essa publicação...