Semana On

Quarta-Feira 24.abr.2019

Ano VII - Nº 347

Governo

Mato Grosso do Sul

Obras de esgoto melhoram a qualidade de vida dos sul-mato-grossenses

Com recursos próprio e federal, atualmente a Sanesul está executando diversas obras de esgotamento sanitário em 33 municípios do MS

Postado em 28 de Março de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) vem executando várias obras de esgotamento sanitário para levar mais saneamento às famílias onde a estatal opera. E para falar da importância desses investimentos e como eles afetam diretamente a qualidade de vida da população, foi realizada, na última semana, uma palestra na sede administrativa da empresa.

O evento foi conduzido pelo engenheiro civil e fiscal de obras da Sanesul, Maurício Arruda. O funcionário da estatal, que há 34 anos trabalha com saneamento, destacou que todo investimento nessa área tem impacto muito positivo na saúde da população e na preservação do Meio Ambiente.

 “Estudos mais recentes apontam que 45% do esgoto do país é tratado. Isso quer dizer que os outros 55% são despejados diretamente na natureza. Isso contamina o meio ambiente e gera vários problemas de saúde. Vale ressaltar que todo o esgoto que a Sanesul coleta é tratado”, destacou o engenheiro.

O engenheiro mencionou ainda dados levantados pela Organização das Nações Unidas (ONU), os quais apontam que a cada U$1 investido em saneamento, economiza-se U$4 em saúde.

“Tratamento de esgoto deve ser visto como uma questão de saúde pública”, afirmou o engenheiro. De acordo com o Instituto Trata Brasil, a carência de serviços de água potável, coleta e de tratamento de esgoto, cria um ambiente propício ao desenvolvimento de doenças graves, como a diarreia, hepatite A, verminose e outros.


Voltar


Comente sobre essa publicação...