Semana On

Segunda-Feira 26.ago.2019

Ano VII - Nº 360

Campo Grande

Governo do Estado e Prefeitura fecham parceria para pacote de R$ 169 milhões em obras

Serão executados mais de 40 quilômetros de pavimentação, aproximadamente 25 quilômetros de recapeamento

Postado em 21 de Março de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Prefeitura de Campo Grande vai iniciar, ainda neste primeiro semestre, quase R$ 169 milhões em obras de infraestrutura (drenagem, pavimentação e recapeamento). No último dia 19, o prefeito Marquinhos Trad e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) firmaram um convênio de R$ 15 milhões para contrapartida e reajustamento de contratos já em andamento.

Serão executados mais de 40 quilômetros de pavimentação, aproximadamente 25 quilômetros de recapeamento e intervenções como a travessia de drenagem que vai eliminar os problemas de alagamento na Avenida Cônsul Assaf, proximidades do Terminal Nova Bahia.

Do total de recursos garantidos pela parceria da Prefeitura com o Governo, R$ 2.295 milhões servirão de contrapartida para as obras de revitalização e controle de enchentes em andamento no Rio Anhandui, que ainda vão exigir desembolso de R$ 36,3 milhões. Neste ano, serão entregues dois lotes (o primeiro, da Santa Adélia até a Rua Abolição e o terceiro, entre as ruas Bonsucesso e Aquário), enquanto o segundo lote (entre as ruas Bonsucesso e Abolição) fica pronto em 2020.

Com prazo estimado de um ano para início e conclusão das obras, o prefeito Marquinhos Trad destacou dois fatores como preponderantes para a realização das benfeitorias na Capital. “Esforço e trabalho são elementos muito importantes para que haja o avanço da nossa cidade. Porém, para Deus, o propósito do coração daqueles que realizam essas ações é o que importa. Neste sentido, tanto eu quanto o governador estamos certos do contentamento absoluto daquele que nos colocou aqui neste momento (Deus). Com uma gestão absolutamente transparente, correta, justa, equilibrada e igualitária; contando com a ajuda do governo, estamos assegurando ao cidadão a otimização do seu imposto”, declarou.

O prefeito de Campo Grande enfatizou que todas as ações executadas pela atual gestão tem como foco o planejamento da cidade para o futuro. “Estamos fazendo uma administração pensando no futuro, com planejamento para daqui 20/30 anos. E, para que haja melhoria na qualidade de vida das pessoas, é preciso realizar ações no presente, pensando lá na frente. Agindo dessa maneira sairemos de cabeça erguida, entregando uma cidade e um Estado bem melhor do que pegamos. Essa é a maturidade política necessária para os gestores”, analisou.

“Nos sentimos gratificados, junto com todos os vereadores, pois no início do nosso mandato na Câmara e do prefeito Marquinhos Trad na prefeitura fizemos o entendimento de agirmos juntos por Campo Grande. Em conversação com governador, a Câmara encaminhou ofício com rol de solicitações reivindicando contrapartida para obras no momento delicado que a prefeitura estava enfrentando. Hoje estamos vendo desdobramento daquela ação e Campo Grande ganha com a retomada de obras paralisadas e avanço para recuperação de vias estruturantes, drenagem e pavimentação”, afirmou o vereador Prof. João Rocha. 

A maior parcela do convênio, R$ 9.658 milhões, complementará os recursos do PAC Pavimentação, para terminar 12 frentes de pavimentação e iniciar outras quatro, abrangendo as regiões da Vila Nasser (etapa A); Jardim Belinatti; Jardim Anache e Complexo José Tavares, beneficiando bairros no entorno do Bairro Nova Lima.

Para o Projeto de Mobilidade Urbana, serão destinados mais de R$ 3 milhões para contrapartida, que garantirá o recapeamento e implantação do corredor do transporte coletivo na Avenida Bandeirantes e na Rua Bahia, resultando num investimento total de R$ 15,9 milhões.

Também está programada a retomada e conclusão das obras dos Complexos Atlântico Sul (A, B, C e D); Seminário (A, B e C); Mata do Jacinto (A, D e E) e Altos do São Francisco .  Nestas regiões, está prevista a continuidade do recapeamento da Avenida Tamandaré (a partir do cruzamento com a Avenida Julio de Castilho) e Euler de Azevedo e das ruas Tenente Lira e do Seminário.  Ainda será concluída a pavimentação da Rua Marechal Câmara (seminário etapa A), novo acesso à UCDB.

Dentro do complexo Atlântico Sul, está programado o recapeamento da Rua de Janeiro e Francisco José dos Anjos (Estrela do Sul); travessia da drenagem na Avenida Consul Assaf Trad, eliminando os alagamentos no trecho próximo ao terminal Nova Bahia; pavimentação da rua lateral da Cônsul Assaf Trad (a partir do Corredor da Nova Lima) e recapeamento de mais um trecho da Cônsul Assaf Trad, até o Atacadão. Como parte do Complexo Mata do Jacinto Etapa A, serão licitadas as obras de controle de erosão no Parque Sóter.

Em seu discurso, o governador Reinaldo Azambuja ressaltou a satisfação de participar de uma nova agenda positiva que, segundo ele, só é possível acontecer através de uma parceria equilibrada, como tem sido a união dos dois governos, em prol da Capital.

“Essa é a segunda assinatura do programa ‘Juntos por Campo Grande’, o qual prevê obras emblemáticas que vão melhorar muito a vida das famílias que aqui vivem. Isso só tem acontecido porque a prefeitura e o governo juntaram suas equipes e estão conseguindo destravar recursos que asseguram a execução desses projetos. É mais um passo importante e a sequência de muitas coisas positivas que estão acontecendo ao longo desses últimos dois e com certeza outros investimentos virão para melhorar a vida das pessoas da Capital que é o que todos nós queremos”, disse Azambuja.

Destinação que será dada aos R$ 15 milhões

R$ 9.658.000,00 (PAC Pavimentação)

R$ 3.045.000,00 – (PAC Mobilidade Urbana)

R$ 2.295.000,00 – Revitalização do Anhandui


Voltar


Comente sobre essa publicação...