Semana On

Quinta-Feira 21.mar.2019

Ano VII - Nº 342

Super Banner na capa e em toda a revista

Campo Grande

Governador assina ordem de serviço para reforma do Ginásio Guanandizão

Obras estavam paralisadas há cinco anos

Postado em 30 de Janeiro de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O governador Reinaldo Azambuja e o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad, assinaram no último dia 31 a ordem de serviço da reforma e adequação do Ginásio Guanandizão, em Campo Grande, fechado há quase cinco anos. Os recursos para a obra são oriundos do Governo do Estado, no valor de R$ 1,8 milhão, e a Prefeitura será a responsável pela obra do local. A primeira parcela do valor total destinado a reforma já foi repassada ao município.

Na ocasião, também foi assinado o Protocolo de Intenções de dois convênios para eventos em 2019, no valor de R$ 80 mil. O documento prevê R$ 45 mil para os Jogos Radicais Urbanos e R$ 35 mil para a Copa Campo Grande de Futebol Amador e Super Copa dos Campeões. Os recursos são provenientes do Fundo de Investimentos Esportivos (FIE/MS).

Guanandizão

A empresa que venceu a licitação para a reforma, Ajota Engenharia e Construção Ltda, tem até 330 dias (11 meses) para entregar a obra do ginásio, a partir da assinatura da ordem de serviço. Orçada inicialmente em R$ 2,387 milhões, a reforma e adequação foi licitada por R$ 1,881 milhão – uma economia superior a meio milhão de reais.

A revitalização será total, incluindo a recuperação da parte hidráulica e elétrica, arquibancada, vestiários, alojamentos, banheiros, cobertura, pintura e reurbanização da área externa do complexo esportivo. A capacidade de público, que é 8.240 pessoas, não será alterada.

O ginásio está interditado há 5 anos. Em 2013, o Corpo de Bombeiros Militar precisou fechar o prédio por conta de falhas na estrutura hidráulica. Localizado na avenida Ernesto Geisel, na Vila Nhanhá, o ginásio foi palco da partida Brasil X Portugal pela Liga Mundial de Vôlei, em 2004; e do show do cantor Roberto Carlos, em 2013 – o último evento realizado antes da interdição.

Segundo o diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), Marcelo Miranda, a revitalização é um grande anseio dos desportistas do Estado.


Voltar


Comente sobre essa publicação...