Semana On

Domingo 15.dez.2019

Ano VIII - Nº 375

Coluna

As mais recentes sobre empreendedorismo

Alguns destaques atuais.

Postado em 25 de Julho de 2014 - Jorge Ostemberg

É preciso empreender. É preciso empreender.

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Tem-se se seguido uma linha de priorizar entendimentos primários de economia, entendendo que com isso se facilitarão as muitas compreensões de rumos tomados no geral do empreendedorismo. Porém, entendeu-se que é tempo de atualizar alguns pontos específicos, que tem sido destaque na atualização sobre empreendedorismo; o que será feito após uma pesquisa online, trazendo-se os maiores destaques.

Na verdade crível, bastante crível, se considerarmos que a palavra empreendedorismo pede o máximo que se possa conseguir em inovação, uma vez que, através de pesquisa sobre espaço para determinado produto, se detectar algum nicho, mínimo que seja, de consumidores. Sobre a incrível ideia, o artigo da Exame.com traz na abertura a pergunta inusitada: “Você compraria uma embalagem vazia?”. Temos um garoto na vizinhança que vende sacos para lixo, em vários tamanhos; mas a resposta da pergunta é a seguinte; Alessandro Catenaci, dono de uma agência de turismo, criou a “lata de ar”, após uma viagem em que viu na França souvenires em forma de latas com “ar da França”. Fato é que sua empresa vendeu 3 mil latas de “ar brasileiro” (Exame.com).

Pela primeira vez no brasil, revista do MIT seleciona jovens empreendedores

Os contemplados estão na faixa de menos de 35 anos de idade, com destaque em várias áreas e iniciativas. São critérios rigorosos para se chegar aos destaques meritórios, lembrando-se que essa lista internacional já contemplou talentos que hoje são alto destaque empresarial, como ninguém nada menos que Mark Zuckerberg, do  Facebook, Sergey Brin, criador do Google, Konstantin Novoselov, Nobel de Física em 2010. Um dos reconhecidos em talento foi Wendell Coltro, 34 anos, professor do Instituto de Química da UFG; ele trouxe a proposta de novas técnicas de baixíssimo custo para análises clínica (Exame.com).

melhores e piores países para as mulheres empreendedoras

A Exame.com trouxe também a informação sobre os melhores e piores países para mulheres empreendedoras.  Não é muita surpresa o EUA figurar como melhor país para empreendedoras, lembrando que eles tem, além de ótimas universidades e nichos sociais altamente adiantados, uma democracia considerada das mais sólidas. Seguem-nos a Austrália em segundo; Suécia; franca e Alemanha. Já os cinco piores países para empreendedoras mulheres, são: Paquistão, Bangladesh, Egito, Uganda e surpreendentemente, Índia. Surpreendentemente a Índia, afirma-se, em razão de haver muitas matérias favoráveis a transformações sociais neste país, mesmo contra toda uma tradição de castas e machismo exacerbado.

Maior busca por cursos MBA no Brasil

O site empreendedor.com.br indica que empreendedores têm voltado às salas de aula para aquisição de novos conhecimentos, compartilhamento de vivências e experiências sobre gestão, em maior volume, que passa a ser destacável. Cada vez mais procurados por pessoas que buscam avanço em carreira, no Brasil, os cursos de MBA são alvos de indivíduos das mais diversas áreas. E tem havido também, em colaboração a essa busca, a disposição de ofertas para parcerias com escolas no exterior, que trazem grandes modificações de visão e potenciais de operações de empreendimentos. Deve se observar que, embora haja muitas notícias de expansão, na realidade os cursos de melhora acadêmica na área de empreendedorismo, que cabe à grande área da administração, ocorrem no Brasil já há décadas: “Atuamos há mais de 30 anos ofertando cursos de MBA, mas ainda não é um mercado totalmente maduro, está crescendo e evolundo” (Edson Crescitelli, diretor acadêmico da pós-gradução “lato sensu” da ESPM-SP). Há ainda mais uma novidade nesta área, justamente no ESPM-SP, que é o MBA em Agronegócios com ênfase em marketing; área de insumos, máquinas, sementes e tratores; o que traz maior alento a importante área de formação de divisas e evolução empresarial e social no país (Jorge Luiz Tejon, coordenador do Núcleo de Estudos do Agronegócio da ESPM-SP).

Dicas para neworking

Cada vez mais importante para as empresas e suas sobrevivências as operações em rede de internet, por isso o Economia.Uol lança dez dicas importantes nesse aspecto cada vez mais vital no mundo empresarial. Que aqui vai resumido, mas referenciamos a matéria completa ao final.

1 – Defina alvo; basicamente, saiba com quem falar;

2 – Planeje suas conexões: não há somente acaso em networking, deve haver planejamento, com propósitos, e para isso se fazem pesquisas adequadas, é o que se aconselha;

3 – “Networking” não se faz apenas no ambiente de trabalho: Essa dica tem vindo com bastante frequência, notando-se que “contatos proveitosos podem aparecer em um bar, durante um evento esportivo ou até mesmo em uma festa de casamento”. Não é preciso estragar o lazer, importa guardar nomes, referências precisas;

4 – Preste atenção no outro: é importante não falar só de si própria, pois a conexão é mais dependente do saber ouvir e tratar os dados que surgem;

5 – Use redes sociais, mas não seja um caçador de conexões; disparar convites para todo tipo de pessoa pode não ser uma boa estratégia; ao contrário de se selecionar as pessoas, com clareza de intentos;

6 – Frequente eventos e esteja onde seu alvo está: Pergunta-se de quantos eventos participou? Tem que estar onde seu cliente está; frequentar feiras, congressos e eventos com potenciais de parcerias e fornecedores;

7 – Ligue as pessoas e torne-se um conector: organizar afinidades entre as pessoas pode exigir alto esforço comunicativo; mas é um excelente caminho para fortalecer carteira em rede;

8 – Controle o e-mail marketing: mensagens padrão nunca foram uma base eficiente de contatos; a comunicação mais eficiente é a particularizada, as pessoas querem calor comunicativo; querem coisas diferentes;

9 – Estabeleça uma rotina – e tenha paciência: literalmente a dica: “networking é um trabalho de formiguinha: de um em um”. Não se geram 300 parceiros da noite para o dia, é a dica;

10 – Dose o contato: dosar os contatos é um grande “segredo” indicado; a maioria das pessoas não gosta de receber SMS a cada meia hora.


Voltar


Comente sobre essa publicação...