Semana On

Quarta-Feira 21.ago.2019

Ano VII - Nº 359

Veí­culos

Volkswagen Jetta ganha nova versão de entrada 250 TSI por R$ 99.990

Sedã perde itens como bancos de couro, faróis de neblina e câmera de ré, mas mantém faróis de led, 6 airbags e motor 1.4 turbo

Postado em 11 de Dezembro de 2018 - G1

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O Volkswagen Jetta ganhou uma configuração mais barata para tentar reforçar as vendas (que não vão bem). Batizado apenas de Jetta 250 TSI, o modelo parte de R$ 99.990 e custa R$ 10 mil a menos em relação à Comfortline.

Alguns equipamentos precisaram ficar de fora. Os bancos de couro deram lugar aos de tecido, as rodas são de 16 polegadas e são 4 alto-falantes contra 6 das demais.

O sedã deixa de oferecer também câmera de ré, GPS, chave presencial, volante revestido de couro, iluminação para os pés do motorista e retrovisor interno antiofuscante.

Mesmo com a diferença de preços, porém, o Jetta "mais em conta" permanece bem equipado, com ar-condicionado digital de duas zonas, faróis de led, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, 6 airbags e controle de estabilidade.

Central multimídia com tela de 8 polegadas e conectividade com Android Auto, Apple CarPlay e MirrorLink, start-stop, freio de estacionamento eletrônico e assistente de partida em rampas também estão presentes.

O conjunto mecânico é o mesmo das versões Comfortline (R$ 109.990) e R-Line (R$ 119.990): motor 1.4 turbo de até 150 cavalos de potência e câmbio automático de 6 marchas.

Mal nas vendas

Mesmo ainda cheirando a novidade, o Jetta perdeu terreno entre os sedãs médios.

De acordo com a associação de concessionários, a Fenabrave, o sedã da Volks teve 3.999 unidades vendidas no acumulado de 2018, ficando atrás de Toyota Corolla, Honda Civic, Chevrolet Cruze, Nissan Sentra e Ford Focus Fastback.

Em novembro foram 387 exemplares emplacados. Como comparação, o líder Corolla registrou 5.023 emplacamentos no mesmo mês. No acumulado foram 53.880, ou seja, quase 50 mil carros a mais.


Voltar


Comente sobre essa publicação...