Semana On

Segunda-Feira 14.out.2019

Ano VIII - Nº 367

Mato Grosso do Sul

Fertel é parceira na abertura do sinal digital da TV Assembleia e TV Senado

Acordo de cooperação técnica permitirá que Assembleia e Senado usem estrutura da TVE Cultura para realizar transmissões pelo canal 34.1

Postado em 30 de Novembro de 2018 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Acordo de cooperação técnica entre a Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul) e a Assembleia Legislativa, formalizado por orientação do governador Reinaldo Azambuja, vai viabilizar a abertura do sinal digital da TV Assembleia e da TV Senado para a região de Campo Grande até o fim de 2018, gerando novas oportunidades de acompanhamento da classe política e de acesso a uma nova alternativa de programação. No último dia 27, representantes do Legislativo estadual estiveram no Palácio das Comunicações, onde conheceram detalhes da estrutura que vai abrigar equipamentos da TV Assembleia, como o transmissor e a antena digital.

“Pelo acordo, costurado com aval e orientação do governador Reinaldo Azambuja, vamos ceder o espaço para a Assembleia instalar o transmissor que será usado pelos canais digitais da TV Assembleia e da TV Senado, disponibilizando sua programação para a população por meio do sinal aberto”, explicou Bosco Martins, diretor-presidente da Fertel, reforçando a cooperação reforça a parceria existente entre a fundação e o Legislativo estadual –que hoje já envolve a produção e intercâmbio para veiculação de programas entre da TVE Cultura e a TV Assembleia.

Lígia Sabka, gerente da TV Assembleia, explica que o sinal digital da emissora estará disponível na região de Campo Grande no canal 34.1. A transmissão se dará por meio da multiprogramação da TV Senado –que, ao lado da TV Câmara, é responsável por distribuir canais para os Legislativos dos Estados–, que cedeu o transmissor e a antena digital. A Assembleia fornecerá parte da estrutura elétrica para funcionamento dos equipamentos, enquanto a Fertel oferecerá a estrutura física.

“É uma parceria entre entes públicos e o acordo de cooperação já está assinado. Com essa etapa, agora providenciaremos a vinda do transmissor para a instalação o mais rapidamente possível”, destacou Lígia. A expectativa é de que a TV Senado e a TV Assembleia estejam disponíveis para a população em sinal aberto já no ano que vem.


Voltar


Comente sobre essa publicação...