Semana On

Segunda-Feira 18.mar.2019

Ano VII - Nº 342

Coluna

Os exterminadores do além contra a loira do banheiro

A imbecilidade com o trash escatológico gore para forçar o riso

Postado em 28 de Novembro de 2018 - Danilo Custódio

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Um quarteto de amigos céticos e charlatões protagonizam um decadente "reality show" paranormal no Youtube até o dia que recebem um chamado para examinar uma escola. Segundo o diretor, os alunos estariam histéricos com a suposta aparição do fantasma lendário da Loira do Banheiro. Os oportunistas aceitam a proposta para ganhar dinheiro e gravar mais um conteúdo para o programa deles. Mas tudo muda quando, por acidente, eles libertam uma ameaça real e se deparam com o sobrenatural de verdade...

Essa é a premissa de Os exterminadores do além contra a loira do banheiro, que estreia essa semana no circuito comercial tupiniquim. O longa é co-roteirizado e protagonizado por Danilo Gentili, com direção de Fabrício Bittar, que também assina o roteiro. Trata-se de uma mistura mal batida de muitos elementos da cultura pop norte americana, mas que explora um mito brasileiro. Soma-se a isso os principais clichês do cinema trash gore recheado com piadas de humor negro nada ortodoxas, inclusive sobre a pedofilia. Uma verdadeira salada mista, que aposta na imbecilidade de personagens idiotas e em situações escatológicas absurdas para fazer rir. Será que vai agradar?

Cinema autossustentável

Está em fase final de construção o mais moderno, tecnológico e sustentável cinema de rua do Brasil. Ele possuirá sistema de reaproveitamento da água de chuva, usina solar própria para geração de energia fotovoltaica, espaços que incentivam o uso da bicicleta, descarte do lixo eletrônico e até a recarga de carros elétricos. Trata-se de um projeto da Rede Cine A, que escolheu Itajubá, no Sul de Minas, para receber o investimento previsto em R$10 milhões. Segundo a Rede Cine A, é o primeiro cinema autossustentável do Brasil e o complexo contará com quatro salas equipadas com o mais avançado sistema de projeção de som e imagem. A inauguração está prevista para 12 de dezembro.

Enquanto isso, em Brasília

Segue aberta para Consulta Pública a minuta da Agenda Regulatória da ANCINE para 2019-2020. O documento foi aprovado pela Diretoria Colegiada e inclui um conjunto de temas prioritários e estratégicos para o biênio, tornando públicas e previsíveis as principais ações que a Agência pretende pôr em prática no âmbito do setor audiovisual no período. São 13 ações agrupadas em seis temas: ordem econômica; distribuição cinematográfica; exibição cinematográfica; TV paga; financiamento ao setor audiovisual; e registro. Através da Consulta, agentes do setor e sociedade civil podem opinar sobre as ações propostas e também sugerir novas ações a serem colocadas em pauta. Para participar é preciso se cadastrar no Sistema de Consulta Pública, mas os documentos podem ser consultados sem necessidade de cadastro direto na página Consulta Pública.


Voltar


Comente sobre essa publicação...