Semana On

Terça-Feira 18.dez.2018

Ano VII - Nº 332

Coluna do Marco Eusébio

Coluna Marco Eusébio Online

Adversários de olho no STF e em Harfouche

As notícias que fizeram a semana política em MS, com Marco Eusébio

Postado em 08 de Agosto de 2018 - Marco Eusébio

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Licenciado do MP estadual para disputar as eleições, o procurador Sérgio Harfouche (PSC), que cogitou disputar o Senado e depois o governo, entrou na mira de adversários após virar candidato a vice da chapa encabeçada pela senadora Simone Tebet (MDB) ao Governo de MS. Advogados de algumas coligações estão de olho no Supremo depois que o ministro Marco Aurélio Mello mandou ao plenário da Corte uma ação da Associação Nacional dos Procuradores da República para garantir a candidatura de membros do MP que se afastaram dos cargos, embora a Emenda 45 da Constituição diga que devam renunciar às carreiras. A decisão do plenário do STF ainda aguarda pareceres da Advocacia-Geral da União (AGU) e da Procuradoria-Geral da República (PGR), e não tem data para acontecer. Em MS, o MDB diz estar tranquilo. O presidente da sigla em Campo Grande, Ulisses Rocha, afirma que advogados da coligação avaliam que a Emenda 45, promulgada em 2004, não atingiria Harfouche, que ingressou no MP em 1992.

A mensagem via WhatsApp do juiz Odilon para o procurador Harfouche

Com Sérgio Harfouche (PSC) confirmado candidato a vice na chapa encabeçada pela emedebista Simone Tebet e anunciado na convenção do MDB, o juiz aposentado e candidato do PDT Odilon de Oliveira enviou a seguinte mensagem via WhatsApp ao procurador licenciado do MP:

– "Harfouche, inobstante você tenha optado por esse canteiro de obras, que todos bem conhecem, desejo que o Deus do amor, do bem e da lisura, que sempre defendeu e seguiu, não o abandone. Abraços de Odilon de Oliveira."

O tempo de TV dos candidatos de MS

A divisão oficial só será feita pela Justiça Eleitoral depois do registro das candidaturas cujo prazo termina no dia 15, mas pelas projeções de analistas do BGT Pactual com base nas bancadas dos partidos na Câmara, o tempo estimado de propaganda de TV de cada candidato ao governo de Mato Grosso do Sul em 2018 é o seguinte:

– Reinaldo Azambuja (PSDB): 4 minutos e 22 segundos

– Simone Tebet (MDB) 2 minutos e 38 segundos

– Humberto Amaducci (PT) 1 minuto e 23 segundos

– Odilon de Oliveira (PDT) 1 minuto

– Marcelo Bluma (PV) 27 segundos

– João Alfredo (Psol) 7 segundos

Azambuja e a previsão do 'bruxo' Bernal

Para quem estranha a parceria dos dois, ao participar da convenção do Progressistas (ex-PP) em Campo Grande, que confirmou apoio à sua reeleição, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) lembrou que ele e o ex-prefeito Alcides Bernal têm apoiado um ao outro há mais de década. Bernal, então, lembrou dos números. Disse que previu para as eleições de 2006 que Reinaldo seria campeão de votos para deputado estadual e teria 10 vezes mais votos do que ele obteve para se eleger vereador na Capital em 2004, quando, com apoio de Azambuja, teve 4.722 votos para a Câmara. Dois anos depois, a "profecia" se cumpriu: o tucano foi o deputado estadual mais votado com 47.772 votos. No evento, entretanto, o "bruxo" Bernal, que agora disputa uma cadeira de deputado federal, não arriscou a fazer previsões sobre as votações deste ano.

Deputado Mandetta anuncia que não disputará a reeleição

Insatisfeito com a decisão de seu partido de se aliar ao PSDB do governador Reinaldo Azambuja, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) anunciou, em discurso na Câmara, que não vai disputar a reeleição ao cargo nas eleições deste ano. Mandetta lembrou que se filiou em 2009 no Democratas, falou de sua trajetória no partido e de suas ações em dois mandatos na Câmara, frisou que votou "fora Cunha, fora Dilma, fora Temer" porque "era o correto a ser feito", e lamentou problemas enfrentados por Mato Grosso do Sul como a "fronteira" com a Bolívia e o Paraguai que "está escancarada", por onde "a cocaína, a maconha as drogas entram no território brasileiro e todo mundo sabe". Por fim, Mandetta anunciou: "Não vou disputar as eleições de 2018". E justificou: "não participo de causa que não acredito, seja ela de qualquer matiz. Poder pelo poder jamais me encantou".

Deputado de MS quer proibir crianças e adolescentes em áreas de nudismo

Projeto que proíbe o ingresso e permanência de crianças em locais públicos e privados nos quais seja praticado o nudismo ou o naturismo foi apresentado na Câmara dos Deputados. A proposta prevê multa de R$ 3 mil a R$ 10 mil e até interdição e cassação da licença, em caso de reiscidência. A proposta visa "evitar que crianças e adolescentes sejam expostos a cenas e imagens ou mesmo abusos e crimes que coloquem em risco sua integridade física, sexual ou psíquica", diz o deputado federal Elizeu Dionízio (PSB-MS), autor da matéria que altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Servidor da Assembleia Legislativa é alvo da Operação 'Grãos de Ouro' do Gaeco

Um funcionário da Assembleia Legislativa de MS foi alvo da Operação "Grãos de Ouro" deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) contra sonegação fiscal em operação de compra e venda de grãos, principalmente soja, que cumpre 32 mandados de prisão preventiva e 104 de busca e apreensão em sete estados, incluindo SP, GO, MG, PR, RS e MT. A Assembleia informa que o mandado de busca foi contra o servidor Marcos Antonio Silva de Souza, cedido ao gabinete do deputado Paulo Corrêa (PSDB). Em nota, a Casa nenhum deputado, inclusive Corrêa, são alvos da operação e que o servidor citado não foi preso. "A promotora de justiça Cristiane Mourão, acompanhada de Marcos Antonio, verificou - única e exclusivamente - a mesa do servidor, sem que nada tenha sido levado", diz o comunicado da Assembleia informando que "apoia as apurações e aguarda o total esclarecimento dos fatos".

O não 'acomodado' que mudou

Se chegou a perder o Pros por não confirmar a radialista Keliana como vice, o PDT ganhou na reta final o apoio do PRB e teve liderança trabalhista que chegou a telefonar a tucanos no fim de semana para agradecer. É que o PRB estava bem próximo de manter a aliança com o governador Azambuja, mas o senador Pedro Chaves – que obteve da direção nacional do PRB garantia de legenda para disputar a reeleição, quando se filiou à sigla – não gostou de saber pela imprensa que o deputado estadual Beto Pereira, presidente regional do PSDB, afirmou após sessão da Assembleia, na quinta, que ele seria "acomodado" na chapa tucana. "Isso foi decisivo para fechar o acordo com o PDT e apoiar a candidatura do juiz Odilon", confirmou fonte ligada ao senador.

Projeto que proíbe canudinho plástico em Mato Grosso do Sul avança na Assembleia

Projeto que proíbe bares, restaurantes, hoteis e similares de distribuir canudos de plástico aos clientes, sob pena de multas que vão de R$ 5.266,00 a R$ 10.532,00, foi aprovado em primeira votação na Assembleia Legislativa. Autor da proposta, o deputado Pedro Kemp (PT) afirma que o projeto foi inspirado em lei aprovada no Rio de Janeiro e defende o uso de canudos de papel, biodegradáveis, visando a preservação do meio ambiente. "Um canudo de plástico demora, em média, 40 anos para a decomposição, e todos sabemos dos inúmeros danos ambientais gerados pela sua utilização", afirma. Em Campo Grande, alguns estabelecimentos, como o restaurante Recanto das Ervas da jornalista Márcia Chiad, um dos preferidos da atriz Letícia Sabatella quando está na cidade, já aboliram o canudo plástico e fazem até campanha em defesa do meio ambiente.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Colunista

Marco Eusébio

Marco Eusébio

Jornalista, blogueiro e analista político.


Saiba mais sobre Marco Eusébio...