Semana On

Sábado 20.out.2018

Ano VII - Nº 325

Governo

Coluna Marco Eusébio Online

O efeito Marun

As notícias que fizeram a semana política em MS, com Marco Eusébio

Postado em 12 de Janeiro de 2018 - Marco Eusébio

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Nos bastidores políticos de Mato Grosso do Sul, ainda correm neste início de 2018 as seguintes perguntas: – Por qual motivo André não se lançou candidato nos holofotes da convenção do PMDB e vinte dias depois anunciou, após discreta reunião do partido às vésperas do Natal, que voltará a disputar o governo de MS? – Que fato relevante aconteceu nesses 20 dias, além da sigla voltar a ser MDB? A resposta: – Carlos Marun virou um dos principais ministros e articulador político do governo de Michel Temer. Traduzindo: com seu fiel escudeiro ministro, André será o candidato do governo federal em MS, seja com Michel, Meirelles ou outro nome que vier a ter o apoio do Planalto na sucessão presidencial.

Líder do PPS vai cobrar de Marun explicações sobre 'Bolsa Ambulância'

O deputado Arnaldo Jordy, líder do PPS na Câmara, vai apresentar requerimentos cobrando dos ministros Carlos Marun (Secretaria de Governo) e Ricardo Barros (Saúde) a lista dos municípios que pediram e dos que vão receber 6,5 mil ambulâncias, 10 mil equipamentos odontológicos e mil vans para transporte de pacientes para tratamentos não emergenciais. "Apesar de o governo negar o direcionamento, parlamentares da própria base afirmaram publicamente que se tratava de um prêmio para os parlamentares da base [que votaram para enterrar as denúncias de Janot contra Michel Temer]. Precisamos tirar isso a limpo para saber se realmente ocorreu um verdadeiro feirão de ambulâncias em troca de apoio político." As informações são de O Antagonista. Jordy afirma, conforme o site, que há fortes indícios de que o governo usou os R$ 960 milhões liberados para a área como moeda de troca.

Em MS, petistas lançarão comitê 'em defesa do direito de Lula ser candidato'

Um "Comite Estadual em Defesa da Democracia e do Direito do Lula ser candidato" será lançado no próximo sábado, dia 13, em Campo Grande, por lideranças do PT, PCdoB, MST, CUT, Adufms da Frente Brasil Popular MS. A secretária de Formação Política do PT-MS, Maria Rosana Gama, informa que o ato será a partir das 9h na sede da CUT (Travessa Edgar Gomes, nº 49, próxima à Feira Central). O evento acontece duas semanas antes de o TRF4 julgar recurso de Lula, condenado pelo juiz Sérgio Moro no caso do triplex. Se condenado em segunda instância, o petista poderá ter a candidatura à Presidência barrada pela Lei da Ficha Limpa.

Livres fecha com Bolsonaro em MS

O acordo para Jair Bolsonaro disputar a Presidência pelo PSL provocou um rompimento da legenda com o movimento Livres, que ocupava alguns de seus principais postos de comando e controlava doze dos 27 diretórios estaduais. Em Mato Grosso do Sul, entretanto, dirigentes do movimento fecharam um acordo com o presidenciável e vão apoiá-lo nas eleições deste ano. Em contrapartida, Bolsonaro garantiu a manutenção do atual presidente estadual, Marcos Afonso, e a legenda para que o administrador Marcos Silva dispute uma vaga na Câmara dos Deputados. "Nós, aqui no Mato Grosso do Sul, já recebemos o Coronel David, um indicado pelo Bolsonaro, que vai concorrer a deputado estadual pelo PSL. Aqui estamos unindo os projetos, não separando como o Livres quis fazer", disse Afonso à Veja. Leia a íntegra aqui no site da revista.

Podemos convida o médico Mafuci Kadri para ser candidato ao governo de MS

Mafuci Kadri participou hoje de café da manhã na sede do Podemos em Campo Grande e foi convidado pelo presidente regional do partido, Cláudio Sertão, para disputar o Governo de MS nas eleições deste ano. Embora seja pré-candidato, Sertão disse hoje ao Blog que afirmou ao médico que abre mão para ele encabeçar no estado o projeto que tem Álvaro Dias como pré-candidato à Presidência. O médico está avaliando. Ouça o que disse o Sertão.

Eduardo Cury espera voltar à Câmara após STJ negar recurso a vereador da Capital

O médico Eduardo Cury, que na legislatura anterior virou vereador em Campo Grande assumindo a vaga de Paulo Pedrota que teve o mandato cassado, está na expectativa de voltar à Câmara como suplente depois de saber que o radialista e vereador Lucas de Lima (ambos do SD), foi condenado em segunda instância por apropiação indébita e teve recurso negado pelo STJ, o que pode gerar cassação pela Lei da Ficha Limpa. "Contratei um escritório de advocacia para cuidar disso. Fiquei muito surpreso com essa notícia, mas se ele mesmo (Lucas) assumiu a responsabilidade pelo que cometeu, acho que não há outra alternativa", disse o médico ao Correio do Estado.

"Eu era um dos sócios da pizzaria Tribo da Pizza e ela entrou em processo de falência. O juiz empenhou algumas mesas para saldar dívidas e eu assinei (o empenho) como fiel depositário. Logo depois, essa situação se virou contra mim. Fui acusado de ter me apropriado indevidamente dessas mesas que passaram a ser do Estado", explicou Lucas ao jornal Correio do Estado. O vereador afirma que nem ele nem a Câmara foram notificados, até agora, sobre a decisão do Superior Tribunal de Justiça.

Fora de cena, mas... nem tanto

A propósito, embora André tenha anunciado que voltará a disputar o governo de MS, o Waldeli, "plano B" do MDB, parece que continua causando preocupação. Aliados e até adversários do prefeito ficaram com a "pulga atrás da orelha" ao ver que parte do noticiário regional, que ignorava Costa Rica, "descobriu" a cidade neste início ano com informes não muito simpáticos à sua gestão. Em contrapartida, como adversários do alcaide não têm influência na mídia nacional, a cidade voltou a ser citada no fim de dezembro pela TV Globo como exemplo de gestão em meio a milhares de prefeituras encrencadas em todo o Brasil (veja o vídeo aqui no Jornal da Globo). Consultado, o prefeito parece não se preocupar com as picuinhas. Disse ao Blog que, como não é candidato, vai aproveitar as férias do recesso para fazer um curso em SP na semana que vem.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Colunista

Marco Eusébio

Marco Eusébio

Jornalista, blogueiro e analista político.


Saiba mais sobre Marco Eusébio...