Semana On

Sexta-Feira 26.mai.2017

Ano V - Nº 255

Coluna do Marco Eusébio

Coluna Marco Eusébio Online

De aliado de Cunha, Marun vira defensor de Michel Temer

Esta e outras espetadinhas sobre a política sul-mato-grossense com o jornalista Marco Eusébio

Postado em 19 de Maio de 2017 - Marco Eusébio

Imprimir Enviar por e-mail

Citado como "principal aliado de Cunha na Câmara" pelo jornal O Globo, Carlos Marun (PMDB-MS) virou também o principal defensor de Michel Temer na Casa. Na noite anterior, o deputado foi o escolhido pela TV Globo para fazer a defesa do presidente em meio ao furacão da delação de Joesley Batista. Em vídeo exibido pelo Jornal Nacional e pelo Jornal da Globo na noite anterior e repetido há pouco no Jornal Hoje da Globo, Marun afirma que Temer "está sendo vítima de uma cilada, de uma armação".

OAB-MS decide 'cortar a própria carne' em casos de advogados envolvidos em ilícitos

Diante de casos envolvendo advogados em diversos ilícitos como pedofilia, tráfico infantil, tráfico de drogas, uso de entorpecentes, embriaguez ao volante, escândalos de corrupção etc., a ordem da OAB em Mato Grosso do Sul é "cortar na própria carne". Em reunião na tarde de hoje do presidente da Seccional estadual da Ordem, Mansour Karmouche, do vice Gervásio Alves e da presidente da Comissão de Defesa e Assistência das Prerrogativas dos Advogados, Silmara Gonçalves, ficou decidido que a atual gestão vai continuar a agir com o rigor legal contra atos impróprios de advogados que maculam a "grandeza da profissão". "Por isso, todos os casos conhecidos pela imprensa, oficiados por autoridades ou vítimas, são, e continuarão sendo, objeto de instauração de processos disciplinares para apuração rigorosa, respeitado os princípios do contraditório e da ampla defesa" diz em nota a OAB-MS.

Em MS, Ciro Gomes defende saída de Temer e eleição presidencial indireta

O presidenciável Ciro Gomes afirmou hoje em ato na sede do PDT-MS, em Campo Grande, que a permanência de Michel Temer no Planalto ficou "insustentável" depois da delação premiada do dono da JBS, Joesley Batista. Defendeu que o presidente renuncie ou seja afastado e que sejam convocadas eleições indiretas pelo Congresso, conforme prevê a Constituição, por meio de um "grande pacto eleger um brasileiro acima de qualquer suspeita" que tenha como principal missão "guiar o País para as eleições gerais de 2018". Veja abaixo as declarações de Ciro em vídeo postado no perfil do deputado federal e presidente do PDT-MS Dagoberto Nogueira no Facebook.

'Fora Temer' convocado em Campo Grande

Já tem protesto intitulado "Fora Temer #DiretasJá" programado no Facebook para às 17h30 de hoje na Praça Ary Coelho em Campo Grande. Até o início desta tarde, pouco mais de 100 internautas haviam confirmado presença (veja aqui). A convocação foi postada pelo psicólogo Walkes Vargas, militante petista, na noite anterior, depois da repercussão da delação do dono da JBS Joesley Batista com gravação em que o presidente Michel Temer autoriza a compra do silêncio de Eduardo Cunha.

Desembargador livra André Puccinelli de pagar fiança e manda tirar tornozeleira

André Puccinelli (PMDB) não precisa mais pagar a fiança de R$ 1 milhão até segunda-feira para evitar a prisão e também vai ficar livre da tornozeleira eletrônica que está usando desde a semana passada, quando a Polícia Federal deflagrou a quarta fase da operação Lama Asfáltica em Campo Grande. A decisão é do desembargador Paulo Fontes, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) com sede em SP e jurisdição em MS, que acatou pedido de habeas corpus feito hoje pela defesa. A defesa alegou ao TRF3 que o ex-governador que está com os bens bloqueados pela Justiça Federal não teria como pagar a fiança. O desembargador que concordou com a alegação é o mesmo que mandou soltar dois dos três presos na operação: ontem liberou o ex-secretário adjunto de Fazenda do ex-governador, André Cance; e hoje mandou soltar o dono da Gráfica Alvorada, Mirched Jafar Júnior. O advogado Eduardo Mendonça Alvarenga, do escritório Mariz de Oliveira, de São Paulo, disse ao site Campo Grande News que o argumento usado para pedir a retirada da tornozeleira eletrônica foi o fato de que André Cance foi libertado ontem sem a exigência de uso do aparelho de monitoramento. A defesa do professor e ex-coordenador de Administração da Secretaria Estadual de Educação, Jodascil da Silva Lopes, que permanece preso, deve apresentar pedido semelhante ao dos demais ao tribunal.


Voltar


Colunista

Marco Eusébio

Marco Eusébio

Jornalista, blogueiro e analista político.


Saiba mais sobre Marco Eusébio...

Comente sobre essa publicação...