Semana On

Sexta-Feira 18.out.2019

Ano VIII - Nº 368

Coluna Marco Eusébio Online

Azambuja e Marquinhos: parceria política?

As notícias que fizeram a semana política em MS, com Marco Eusébio

Postado em 28 de Agosto de 2019 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Posando juntos para fotos nos eventos alusivos ao aniversário de 120 anos de Campo Grande, no último dia 26, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o prefeito Marquinhos Trad (PSD) voltaram a reforçar a parceria em obras na cidade que projeta uma aliança política nas eleições municipais de 2020 e estaduais em 2022. A conferir.

'MDB será chamado novamente a fazer parte da história', diz Simone Tebet

Simone Tebet (MS) defende que seu partido, o MDB, possa organizar uma grande coalizão de centro para ajudar o Brasil a sair dos extremismos de esquerda e direita. "Muito em breve, o MDB vai ser chamado novamente a fazer parte da história. Quando as democracias no mundo se enfraquecem, é necessário um grande partido de centro para chamar à razão", afirmou. Em entrevista à TV Brasil, a senadora admite que a sigla deve ter "humildade de reconhecer que errou, que esteve ao lado de governos, sejam eles quais forem, só por fisiologismo, por toma lá dá cá, por ministérios, considerada a velha política ou no sentido da política errada", afirma que se sente "honrada" por ter sido convidada a presidir o MDB nacional, fala de sua trajetória política como filha do ex-senador Ramez Tebet e de comenta sobre vida pessoal com o marido deputado Eduardo Rocha e as filhas. Leia aqui na Agência Brasil.

Usar Hotel Campo Grande para moradias sairia seis vezes mais caro, diz vereador

A ideia do prefeito Marquinhos Trad (PSD) de buscar recursos no governo federal para reformar a antiga sede do Hotel Campo Grande, fechado desde 2002, em um prédio de moradia popular no Centro da cidade, já encontra resistências na Câmara. O vereador André Salineiro (PSDB) disse que um apartamento popular custa aos cofres públicos em torno de R$ 65,5 mil, enquanto o custo estimado para compra e reforma do hotel fará a prefeitura gastar R$ 388 mil, seis vezes mais, com cada um dos 117 apartamentos, num total de R$ 45 milhões. "Pega esses R$ 45 milhões para fazer um residencial onde temos vazios demográficos. Gasta ali em trono de R$ 17 milhões e os R$ 30 milhões que sobrar leva infraestrutura, UPA, escola, creche. Não sou contra o projeto, mas o gasto não o justifica", disse Salineiro.

Assembleia de MS vai transmitir todas as suas sessões ao vivo nas redes sociais

Todas as sessões da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul serão transmitidas ao vivo pela internet por meio das redes sociais, conforme lei promulgada pelo presidente da Casa, Paulo Corrêa (PSDB), e publicada hoje no Diário Oficial. Como já vinha transmitindo sessões especiais, as da CCJ e audiências públicas em redes como o YouTube e o Facebook, o que muda com a nova lei é que Assembleia passará a transmitir as sessões ordinárias.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Colunista

Marco Eusébio

Marco Eusébio

Jornalista, blogueiro e analista político.


Saiba mais sobre Marco Eusébio...