Semana On

Quinta-Feira 13.dez.2018

Ano VII - Nº 331

Super Banner na capa e em toda a revista

Coluna Cine Drops

Torquato Neto - Todas as Horas do Fim

A poesia da imagem e do som

Postado em 09 de Março de 2018 - Danilo Custódio

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Torquato Neto vivia apaixonadamente as rupturas. Atuando em múltiplas frentes – no cinema, na música, no jornalismo –, o poeta piauiense engajou-se ativamente na revolução que mudou os rumos da cultura brasileira nos anos 60 e 70. Foi um dos pensadores e letristas mais ativos da Tropicália, parceiro de Gilberto Gil, Caetano Veloso e Jards Macalé. Junto à arte marginal, radicalizou sua atuação e crítica cultural, com Waly Salomão, Ivan Cardoso e Hélio Oiticica. Por fim, rompe com sua própria vida. Suicida-se no dia de seu aniversário de 28 anos, em 1972.

A estreia da semana que indicamos aqui na coluna é o documentário da vida e obra de uma das principais personalidades históricas do país. O filme se apropria de muitas sequências de obras icônicas da sétima arte brasileira não apenas para ilustrar o percurso desse artista, mas também para apresentar um fragmento de sua personalidade. Trata-se de um filme que se distancia muito do modelo “convencional” de documentário e que promete ser uma viagem marcante pela trajetória de Torquato. Bora conferir? Então fique ligado na programação da Sessão Vitrine Petrobrás e descubra onde assisti-lo.

O cinema brasileiro pelo mundo

Durante todo o mês de março, a ANCINE vai apoiar a participação de muitos filmes e projetos brasileiros em treze eventos audiovisuais internacionais. Os auxílios são concedidos por meio do Programa de Apoio à Participação Brasileira em Festivais, Laboratórios e Workshops Internacionais. O filme "Torre", de Nádia Mangolini, será exibido na Competição Internacional do 48º Festival de Cinema de Tampere, na Finlândia. Já o projeto para realização do filme "Zona árida", de Fernanda Pessoa, foi selecionado para o Doculab, que é o laboratório de projetos documentais do 33º FICG - Festival Internacional de Cinema de Guadalajara, no México, que também selecionou para a Competição Iberoamericana de Curtas-Metragens os filmes "Anderson", de Rodrigo Meireles; "Boca de fogo", de Luciano Pérez Fernández; e "O espírito do bosque", de Carla Saavedra Brychcy.

Já o Festival de Cinema de Miami selecionou o longa "Altas expectativas", de Alvaro Campos e Pedro Antônio, para concorrer ao Zeno Mountain Awards, prêmio dedicado a filmes que abordam questões sobre pessoas com deficiências. No South by Southwest, que acontece no Texas, concorre na categoria Midnight Shorts o curta "Namoro à distância", de Carolina Markowicz. Ainda nos EUA, o Festival New Directors/New Films, que acontece na Film Society do Lincoln Center, no MOMA em Nova Iorque, selecionou o longa "Azougue nazaré", de Tiago Melo. Na França, o 30º Cinelatino - Encontros de Toulouse selecionou os curtas "Deusa", de Bruna Calegari e "Fantasma cidade fantasma", de Amanda Devulsky, na Competição Oficial de Curtas-Metragens, além do longa "O chalé é uma ilha batida de vento e chuva", de Letícia Simões, selecionado para a Competição de Documentários. Ainda no festival francês, dois laboratórios que acontecem concomitantemente as exibições também receberão projetos brasileiros: para o Cinema en Developpement vai "Criadas", de Carolina Rodrigues Silva Souza, e para o Cine en Construcción seguem os projetos "Temporada", de André Novais de Oliveira e "Los Silencios", de Beatriz Seigner.

Continuando o tour pela Europa, o CPH:DOX - Festival Internacional de Documentários de Copenhagen, na Dinamarca, um dos mais importantes festivais de documentários do mundo, selecionou "Aquilo que sobra", de Humberto Giancristorafo. Já o Cinema du Réel, outro importante festival para documentários, exibirá o "Lembro mais dos corvos", de Gustavo Vinagre, selecionado para Competição Internacional de Primeiros Filmes. Já o Scriptlab, do Torino Film Lab na Grécia, selecionou para sua edição de 2018 o projeto "O acidente", de Bruno Carboni e Marcela Bordin, que será realizado em coprodução entre Brasil e Itália. Por fim, para o 36º Festival Internacional de Cinema do Uruguai, foram selecionados os filmes "Fevereiros", de Marcio Debellian, na Competição Iberoamericana; "Sem raiz", de Renan Rovida, na Competição de Novos Realizadores; e "Açucar", de Renata Pinheiro e Sérgio Oliveira, na Competição DDHH, com temática sobre direitos humanos.

Enquanto isso, em Brasília

Seguem abertas as inscrições para os 11 editais do programa Audiovisual Gera Futuro, lançado no último dia 7 de fevereiro pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura. Serão investidos R$ 80 milhões em cerca de 250 projetos, voltados ao desenvolvimento, produção e difusão do audiovisual brasileiro. No programa, cinco editais são voltados inteiramente à produção de conteúdo independente: longas de animação, curtas e séries com narrativas para infância e duas linhas de documentário – uma sobre questões afro-brasileiras e indígenas e outra sobre infância e juventude. Também estão previstos investimentos voltados à produção de jogos eletrônicos e de narrativas transmídias (games, curtas ou minissérie) para o público infanto-juvenil. Outros dois editais são destinados para o desenvolvimento de projetos com temas ligados a comemoração aos 200 anos da independência do Brasil. Todos os editais têm cotas específicas (com percentuais distintos) para novos diretores, diretores de regiões fora do eixo Rio e São Paulo, negros, indígenas e mulheres, sendo essa a primeira vez que esse tipo de edital insere transexuais e travestis no conceito mulheres. As inscrições se encerram entre os dias 13 e 27 de abril e podem ser feitas inteiramente pela internet. Para participar, as produtoras precisam ter registro regular e estarem classificadas como produtoras independentes na Agência Nacional do Cinema. Ficou interessado? Fique ligado nos editais e mande seu projeto!


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Colunista

Danilo Custódio

Danilo Custódio

Cinéfilo desde criancinha. Coordenador e professor na escola de artes visuais e cinema Espaço de Arte.


Saiba mais sobre Danilo Custódio...