Semana On

Domingo 22.jul.2018

Ano VI - Nº 312

Parceiros

Coluna Agromundo

Pela sexta safra consecutiva, Mato Grosso do Sul quebra recorde de produção de soja

Capacitação e empreendedorismo foram elencados como fatores fundamentais para o resultado

Postado em 11 de Abril de 2018 - Redação Semana On

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Pela sexta safra consecutiva, Mato Grosso do Sul quebrou o recorde de produção de soja. No ciclo 2017/2018, estimativas da Associação dos Produtores da Oleaginosa (Aprosoja/MS), apontam que os agricultores do estado colheram 9,558 milhões de toneladas, um salto de 12,01% frente aos 8,532 milhões de toneladas da temporada 2016/2017.

Desde o ciclo 2012/2013, os produtores do estado vêm, a cada safra, superando os registros históricos de produção do grão em Mato Grosso do Sul. Naquela temporada foram 5,800 milhões de toneladas. Depois foram, conforme a Aprosoja/MS: 6,052 milhões de toneladas (2013/2014), 6,890 milhões de toneladas (2014/2015), 7,597 milhões de toneladas (2015/2016) e 8,486 milhões de toneladas (2016/2017).

Nestes seis ciclo, a área cultivada com o grão cresceu em Mato Grosso do Sul 37,89%, passando de 1,958 milhão de hectares para 2,700 milhões de hectares, mas a produção aumentou 64,79%, pulando das 5,800 milhões de toneladas para as 9,558 milhões de toneladas. A produtividade que era de 48 sacas por hectare, na mesma comparação, passou para 59 sacas por hectare.

Entidades do setor, como a própria Aprosoja/MS e o Sistema Famasul, têm apontado que o estado vem se destacando na agricultura nacional nos últimos anos em razão, entre outros motivos, do investimento feito pelos produtores na utilização de novas tecnologias, que possibilitaram, por exemplo, ampliar a produtividade e recuperar áreas degradadas ou em processo de degradação.

Mesmo com o incremento expressivo nesta temporada, o estado se mantém no ciclo como o quinto maior produtor nacional da oleaginosa, atrás de Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Paraná e Goiás.

Dever de casa

O presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Maurício Saito, destacou o trabalho dos agricultores do Estado, que tem no sangue o empreendedorismo nato. “Os números são consolidados e mostram o resultado das nossas ações junto com o Governo do Estado, que proporcionam mais segurança e confiança ao produtor”.

A capacitação dos produtores do campo foi destaque na fala do presidente da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja-MS), Juliano Schmaedecke. “O produtor tem se capacitado, usado a tecnologia a seu favor para crescer e expandir seus negócios e o resultado está sendo visto por nós, mesmo em um ano com intempéries climáticas”.

Titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, citou pontos importantes que têm contribuído para os números atuais. Entre eles, os recursos aportados para o setor por meio do Fundo para o Desenvolvimento das Culturas de Milho e Soja (Fundems), e a linha de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), que tem financiado projetos de produtores locais.

O governador Reinaldo Azambuja (SDB) citou o Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga MS), programa que monitora a safra estadual, desenvolvido em parceria entre o Governo do Estado e a Famasul. E o Soja Plus, programa gratuito oferecido ao produtor, para aumentar a produtividade com qualidade da soja em MS.


Voltar


Colunista

Equipe Semana On

Equipe Semana On

Coluna editada pela equipe da Semana On.


Saiba mais sobre Equipe Semana On...

Comente sobre essa publicação...